0


A menção a Hollywood no título é apenas para introduzir uma piada que chama a atenção para a distância enorme entre nosso cinema e aquele feito nos Estados Unidos. A aparente desvantagem, porém, não se materializa nos 99 minutos de Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo à Hollywood, que traz Renato Aragão de volta às telas na pele do personagem que o tornou célebre. O filme de João Daniel Tikhomiroff tem qualidades para agradar ao público brasileiro de todas as idades. 

O sonho de Didi é ganhar um Oscar, mas sua tarefa é ajudar Karina (Letícia Colin), filha do dono do Grande Circo Sumatra a superar a crise financeira que abate o circo. Já que não é mais possível usar animais como atrativos, a solução é encenar Os Saltimbanco, peça musical com músicas de Chico Buarque de Holanda, Luis Enríquez Bacalov e Sérgio Bardotti. Para levar a termo o projeto, Didi e Cia tem de enfrentar o ambicioso gerente do circo Satanésio (Marcos Frota) e sua esposa Tigrana (Alinne Moraes), que alugam o circo para fins nada nobres, como leilão de vacas e comícios eleitorais do prefeito Gavião (Nelson Freitas). 

Sem perder a essência do tipo de humor simples e direto que os consagrou, Os Trapalhões voltam envolvidos por uma produção cara e sofisticada - às vezes pesada.  Por outro lado, isso garante a qualidade musical e coreográfica, muito bem postas em cena por Letícia Colin e a trupe que a acompanha.Poster do filme "Os Saltimbancos Trapalhões - Rumo a Hollywood" 

Alguns personagens são totalmente desnecessários – sem demérito para os atores, como os representados por Emílio Dantas e Rafael Vitti, que fazem uma espécie de mocinhos e par romântico com Letícia Colin e Livian Aragão, respectivamente. No lado positivo, a contribuição de atores como Marcos Frotas, Nelson Freitas, Maria Clara Gueiros em tipos estereotipas mas eficientes, resgata aquele clima de sessão da tarde original.

O resultado é uma obra desigual, que remete à primeira versão da história, de 1981, mas nos lembra que - para o bem o para o mal, os tempos são outros. Vale (e muito) a homenagem ao veterano Renato Aragão, desta vez ao lado apenas de Dedé Santana. Durante décadas o ator cearense foi uma referência do humor na televisão e no cinema brasileiros, ao lado de Santana, Mussum e Zacarias. Didi continua ágil nas palavras, tendo Dedé e Roberto Guilherme servindo com visível prazer de escada, como nos bons e velhos tempos.  Quem for conferir vai gostar. 

Por Gilson Carvalho

Nota 7,5





Ficha Técnica 


Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood – 99 min
Brasil - 2016
Direção:
João Daniel Tikhomiroff
Roteiro: Mauro Lima
Elenco: Renato Aragão, Dedé Santana, Letícia Colin,
Roberto Guilherme, Marcos Frota, Alinne Moraes, Nelson Freitas, Livian Aragão, Maria Clara Gueiros, Marcos Veras

Estreia 19/01



O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top