0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Michelle e Obama"
Ao adentrar em um cinema buscando os atrativos de uma cinebiografia do casal ainda mais poderoso do mundo (apesar de seu poderio ter o prazo de algumas semanas para o fim) Michelle e Barack Obama, você pode se assustar com o enredo deste filme romanceado, da cruzada de um dia de flertes desse casal que diariamente permaneceu em nosso imaginário nos últimos 8 anos. A grata surpresa, fica pelo fato de que não se trata de um filme panfletário de heróis americanos e suas jornadas políticas, mas sim de um casal que entre conflitos pessoais tenta se conhecer melhor em um romance bem conduzido. 
 
O filme se passa na cidade natal de Michelle (Tika Sumpter), Chicago. Cidade onde o havaiano de ascendência africana Barack Obama (Parker Sawyers) adotou como lar e futuramente reduto político. O ousado e extrovertido Obama ainda estudante de Harvard, convida sua séria e obstinada colega de trabalho e chefe Michelle para uma reunião comunitária em uma região de moradores majoritariamente negros e pobres de Chicago, chamada Southside (em tradução livre, lado sul). Inclusive o nome original da obra carrega tal informação “Southside with you”. O mote do filme é colocado, o filme se trata de um singelo encontro.

 "Michelle e Obama" mostra o romance entre o presidente e a primeira-dama bem distante do mundo político


Poster do filme "Michelle e Obama"Aliás, a cidade de Chicago está muito bem locada neste filme, onde os personagens transitam fazendo desta cidade uma precisa personagem que permeia todos os eventos, de maneira bem suave e ao mesmo tempo contundente. Em algumas sequências conduzidas pelo jovem e diretor estreante em longas, Richard Tanne o tom pode soar forçado, como o discurso proferido pelo jovem e já tenaz Obama na reunião da igreja. Tentando contextualizar o talento nato para discursos do prodigioso político, onde até os trejeitos de mover a cabeça abruptamente e a famosa coçadinha atrás da orelha foram muito bem copiados pelo ator Parker Sawyers.

O filme com pegada totalmente indie até caminha bem, os diálogos em alguns momentos são incríveis e vê-se a presença de dois personagens interessantes e suas construções de caráter. Porém o filme quase chega a deslizar nos maneirismos dos romances do clássico cinema contemporâneo, como a presença incessante e em alguns momentos deslocada, de música off (ou extra diegética) e a busca da câmera por ângulos inusitados em primeiríssimos planos, como folhas e janelas desfocadas.

O poder do filme é o recorte, o que também é a grande surpresa graças ao nome dado pela distribuidora brasileira, pois onde muitos esperam uma biografia roteirizada com os vícios de toda uma cinebiografia, vê-se um adocicado encontro muito bem interpretado pelos os belos atores Parker Sawyers e Tika Sumpter. E apesar de alguns deslizes na conclusão, esse filme vale uma conferida. Detalhe para a ótima inserção do filme de Spike Lee, Faça a Coisa Certa.

Por Lucas Scalioni

Nota: 7,0



Ficha Técnica

Michelle e Obama (Southside With You) – 83 min.
EUA - 2016
Direção: Richard Tanne
Roteiro: Richard Tanne
Elenco: Parker Sawyers, Tika Sumpter, Deanna Reed Foster, Jerod Haynes, Gabrielle Lott-Rogers, Preston Tate Jr.

Estreia 8/12
 

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top