0

Compartilhe este conteúdo |



Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2015
O Lobo Atrás da Porta, de Fernando Coimbra, foi o grande vencedor da décima quarta edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, conquistando sete dos doze troféus Grande Otelo a que foi indicado, incluindo melhor longa-metragem ficção, melhor direção e melhor atriz.

A cerimônia de premiação aconteceu no Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, na Cinelândia, Rio de Janeiro, no dia 1º de setembro e reuniu os principais nomes do cinema nacional.  Houve homenagem ao cineasta Roberto Farias e ao centenário do ator Grande Otelo, que dá nome ao troféu, que este ano ganhou novo desenho de Ziraldo.

O prêmio de melhor ator foi dividido por Tony Ramos, por Getúlio, de João Jardim, e Babu Santana, por Tim Maia. Thalita Carauta recebeu o prêmio de melhor atriz coadjuvante, por O Lobo Atrás da Porta, e Jesuíta Barbosa, o de melhor ator coadjuvante por Praia do Futuro, de Karim Aïouz.  O melhor roteiro adaptado foi Boa Sorte, de Jorge Furtado e Pedro Furtado, por Boa Sorte, de Carolina Jabor. O melhor longa-metragem documentário foi Brincante, de Walter Carvalho, e melhor longa-metragem estrangeiro foi o argentino Relatos Selvagens, de Damián Szifron.

Pelo voto popular, o melhor filme de ficção foi Hoje Eu Quero Volta Sozinho, de Daniel Ribeiro. Dominguinhos, de Mariana Aydar ganhou como melhor longa-metragem documentário e  Boyhood – Da Infância à Juventude, de Richard Linklater, como melhor filme estrangeiro.

Grande homenageado da noite, o diretor Roberto Farias viu sua longa e importante trajetória do cinema ser contada no palco, através da encenação do seu sobrinho, o também ator, Marcelo Faria. Diversos filmes realizados pelo cineasta foram exibidos no telão, como Assalto ao Trem Pagador e Pra frente, Brasil. Em toda sua carreira, o cineasta rodou 13 filmes que, juntos, levaram mais de 26 milhões de espectadores aos cinemas do Brasil.

Vencedores
Melhor longa-metragem de ficção - O Lobo Atrás da Porta, de Fernando Coimbra
Melhor longa-metragem documentário – Brincante, de Walter Carvalho
Melhor direção – Fernando Coimbra, por O Lobo Atrás da Porta
Melhor atriz – Leandra Leal
Melhor ator – Babu Santana, por Tim Maia e Tony Ramos, por Getúlio
Melhor atriz coadjuvante – Thalita Carauta, por O Lobo Atrás da Porta
Melhor ator coadjuvante – Jesuíta Barbosa, por Praia do Futuro
Melhor direção de fotografia – Lula Carvalho, por O Lobo Atrás da Porta
Melhor direção de arte – Tiago Marques, por Getúlio
Melhor figurino – Kika Lopes, por Trinta
Melhor maquiagem – Martín Macias Trujillo por Getúlio
Melhor efeito visual – Adam Rowland, por Trash – A Esperança Vem do Lixo
Melhor roteiro original – Fernando Coimbra por O Lobo Atrás da Porta
Melhor roteiro adaptado – Jorge Furtado e Pedro Furtado, por Boa Sorte
Melhor montagem ficção – Karen Akerman, por O Lobo Atrás da Porta
Melhor montagem documentário – Pedro Bronz, por A Farra do Circo
Melhor som - George Saldanha, François Wolf e Armando Torres Jr., por Tim Maia
Melhor trilha sonora – Berna Ceppas e Mauro Lima, por Tim Maia
Melhor trilha sonora original – André Abujamra, por Trinta
Melhor longa-metragem comédia - Os Homens são de Marte... é pra lá que eu vou, de Marcus Baldini
Melhor longa-metragem animação – O Menino e o Mundo, de Alê Abreu 
Melhor longa-metragem infantil – O Menino e o Mundo, de Alê Abreu 
Melhor curta-metragem ficção – O Caminhão do Meu Pai, de Maurício Osaki
Melhor curta-metragem documentário – Efeito Casimiro, de Clarice Saliby
 Melhor curta-metragem animação – A Pequena Vendedora de Fósforo, de Kyoko Yamashita  
Melhor longa-metragem estrangeiro – Relatos Selvagens (Relatos Selvajes, ficção, Argentina) – de Damián Szifron

Voto Popular
Melhor longa-metragem de ficção – Hoje Eu Quero Volta Sozinho, de Daniel Ribeiro
Melhor longa-metragem documentário – Dominguinhos, de Mariana Aydar
Melhor longa-metragem estrangeiro – Boyhood – Da Infância à Juventude (Boyhood, ficção EUA), de Richard Linklater

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top