0


Cena do filme "Cala a Boca Philip"
Um escritor egocêntrico, neurótico e irritante, que provoca em quase todo mundo o desejo de dizer-lhe Cala a Boca, Philip é perfeitamente personificado pelo ator Jason Schwartzman na comédia escrita e dirigida por Alex Ross Perry. O objetivo, no entanto, é retratar (parte) do mundo literário e artístico americano, em que todos se crêem o próximo grande nome e por isso vivem num mundo particular.

Philip (Schwartzman) vive em Nova York com sua namorada Ashley (Elisabeth Moss). Depois de lançar seu primeiro livro, encontra-se na situação em que o segundo projeto poderá confirmar seu talento ou condená-lo ao anonimato. Para sua sorte, um escritor veterano (Jonathan Pryce) impressionado pelo seu trabalho, se oferece para ajudá-lo, cedendo-lhe sua casa de campo para que ele possa se dedicar com tranqüilidade à escrita.

Um retrato ácido e irônico do círculo literário americano personificado por um escritor detestável


Poster do filme "Cala a Boca Philp"Cala a Boca Philip começa como de forma estonteante. Um narrador prolixo e cínico fala sobre Philip enquanto a câmera solta e nervosa mostra os ambientes do ponto de vista do personagem, tornando as primeiras seqüências incômodas e instigantes. Ao mesmo tempo, Philip choca com sua personalidade desprezível, ao destilar ódio e ressentimento contra todo o mundo: ex-namorada, melhor amigo, editor, imprensa, de modo caótico e atordoante. Esse vigor não se sustenta ao longo da narrativa e parece que o roteiro se perde após um início tão tempestuoso.  A supressão do narrador e a introdução abrupta do personagem Yvette (Joséphine de la Baume), de modo descontextualizado traz certa desorientação. No fim, a sensação é que o escritor é simplesmente chato, sem nenhum ponto positivo. 

O maior acerto foi a escalação de Schwartzman como Philip. Baixinho, enfezado, reclamão, chato, parece que o personagem foi baseado no ator, ou melhor, nos seus trabalhos anteriores, geralmente marcados por um aspecto fora do convencional, como aqueles feitos em colaboração com Wes Anderson. Jonathan Pryce também desempenha bem o papel de mentor e Elisabeth Moss traz frescor à história. 

Por Gilson Carvalho

Nota 5


Ficha Técnica

Cala a Boca, Philip (Listen Up Philip) – 108 min.
EUA – 2014
Diretor: Alex Ross Perry
Roteiro: Alex Ross Perry
Elenco: Jason Schwartzman, Elisabeth Moss, Jonathan Pryce,  Eric Borgosian, Krysten Ritter, Dree Hemingway e Jess Weixler

Estreia: 07/05

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top