0

Compartilhe este conteúdo |

Poster do filme "Um Fim de Semana em Paris"Paris parece ser a cidade ideal para se comemorar 30 anos de casamento, principalmente se foi o lugar onde o casal passou a lua de mel. Mas, a viagem de sonho pode se transformar em uma experiência agridoce caso venham à tona questões mal-resolvidas ao longo do relacionamento.  É o que acontece em Um Fim de Semana em Paris, de Roger Mitchell.

Nick (Jim Broadbent) e Meg (Lindsay Duncan) são dois professores universitários que chegam à capital da França para celebrar uma data especial: três décadas de união. Os primeiros momentos, no entanto, não são nada agradáveis: o hotel já não é o mais o mesmo: foi redecorado em cores neutras e sem-graça; as escadas provocam um esforço penoso; o quarto parece sufocante; a vista é uma decepção. Eles começam a perceber  que o tempo passou e que o mundo - eles inclusive, mudou. E têm de lidar com essas mudanças.

Cena do filme "Um Fim de Semana em Paris"Meg decide então ir para um hotel de luxo e não controlar as despesas, para aflição de Nick. Ficam delineadas ai as personalidades de cada um: ela é impulsiva, espontânea e impositiva; ele, por sua vez, é econômico, retraído e se sente tolhido por ela. Muitas vezes Meg parece ser agressiva demais, o que será explicado depois. Além disso, eles têm visões diferentes em relação ao filho, com quem falam por telefone. Enquanto Meg quer vê-lo longe, Nick tem uma postura super-protetora.

A coisa piora quando encontram por acaso Morgan (Jeff Goldblum), ex-aluno de Nick, agora um bem-sucedido escritor e futuro pai de um filho com uma mulher muito mais jovem. O reencontro faz aflorar em Nick arrependimentos e a sensação de fracasso. Há bons momentos também: dancinhas em um restaurante, emoção na visita ao túmulo de grandes escritores, pequenos gestos de carinhos e até de desejo. Mas, no geral, o sentimento é de melancolia, principalmente quando feridas mal fechadas são tocadas. 

Uma característica do roteiro é o fato de os personagens conduzirem a narrativa, e não o contrário, o que, muitas vezes, parece forçado, com diálogos excessivos, dando um ar teatral ao filme. Parece haver bastante improvisação, o que nem sempre funciona. Os atores Jim Broadbent e Lindsay Duncan são ótimos e têm, cada um na sua vez, momentos de brilho. Além disso, a química entre os dois é excelente. Paris é sempre Paris.

Por Gilson Carvalho

Nota 6,5


Ficha técnica

Um Fim de Semana em Paris (Le Week-End) – 93 min.
Reino Unido – 2013
Direção: Roger Michell
Roteiro: Hanif Kureishi
Elenco: Jim Broadbent, Lindsay Duncan, Jeff Goldblum

Estreia: 02/04


Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top