0

Compartilhe este conteúdo |

Cena do filme "Vício Inerente"
Em Vício Inerente, seu mais recente filme, Paul Thomas Anderson revisita os anos 1970, época que já havia focalizado em Boogie Nights (1997). E, como sempre, com um olhar muito pessoal, repleto de humor e ironia. Para completar o quadro, um elenco de primeira, tendo à frente Joaquin Phoenix, em mais um trabalho extraordinário. 

Larry “Doc” Sportello (Joaquin Phoenix) é um detetive particular que, entre um baseado e outro, investiga os mais diversos tipos de casos. O que ele não esperava, no entanto, é que sua ex-namorada Shasta (Katherine Waterston), que o havia trocado por um milionário, o procuraria para lhe falar exatamente sobre o desaparecimento dele, Michael Z. Wolfmann (Eric Roberts) que, embora fosse judeu, estava envolvido com um grupo neonazista. Como ainda tem sentimentos por Shasta, Doc mergulha de cabeça na investigação e, para isso, mobiliza todos seus contatos, o que inclui sua nova namorada Penny Kimball, (Reese Whitespoon), assistente da Promotoria de Los Angeles; Christian “Bigfoot” Bjornsen (Josh Brolin), policial/ator de TV; Sauncho Smilax (Benício Del Toro), seu advogado, e Coy Harlingen (Owen Wilson), músico/informante da polícia , entre outros.

"Vicio Inerente" proporciona uma viagem aos psicodélicos anos 70 e à mente criativa de Paul Thomas Anderson


Com muitas pistas e despistes, o detetive embarca em diversas situações confusas, levando junto o espectador, que mesmo muito concentrado, corre o risco de perder o fio da meada. Esse é o lado, senão negativo, pelo menos exigente e às vezes incômodo de Vício Inerente: exige adesão total, em todos os sentidos, à trama, sob o risco de não se entender absolutamente nada. 
Poster do filme "Vício Inerente" 
Paul Thomas Anderson é um dos poucos diretores de Hollywood que construiu uma obra autoral. Quer o amem ou o odeiem, ninguém pode negar que seus filmes são originais e trazem comentários mordazes sobre a sociedade americana.  Vício Inerente é mais uma prova disso. Baseado em um romance homônimo de Thomas Pynchon, recria de modo divertido e um tanto exagerado o clima dos anos 70, incluindo gírias e expressões e a tríade, sexo, drogas e rock 'n roll, com ênfase no segundo elemento. 

Com um elenco estrelado, o grande destaque é mesmo Joaquin Phoenix, provavelmente o único ator que poderia fazer esse personagem. Josh Brolin também tem um ótimo desempenho como o dúbio policial que persegue/protege o detetive. Katherine Waterston exala sensualidade, Benício Del Toro faz um personagem surpreendentemente leve e Owen Wilson é o mesmo de sempre, sem comprometer o resultado final. 

Por Gilson Carvalho 

Nota 7


Ficha Técnica


Vicio Inerente (Inherent Vice) -
EUA – 2014
Direção: Paul Thomas Anderson
Roteiro: Paul Thomas Anderson, baseado em livro de Thomas Pynchon
Elenco: Joaquin Phoenix, Josh Brolin, Owen Wilson, Katherine Waterston, Eric Roberts, Jena Malone, Maya Rudolph, Martin Short

Estreia 26/03


O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top