0

Compartilhe este conteúdo |

Cena do filme "Éden"
Baseado em uma história real, Éden denuncia os horrores do tráfico de mulheres nos Estados Unidos. A partir de um caso específico de uma jovem de origem coreana, expõe o funcionamento de redes criminosas que envolvem inclusive autoridades policiais no território americano e em outros países.

Hyun Jae (Jamie Chung), uma garota obediente e tranquila, que trabalha com a mãe em uma modesta loja da família, decide ir com uma amiga a um bar. Lá conhece um rapaz atraente que lhes oferece uma bebida. Quando percebe que se trata de uma armadilha, já é tarde e ela é transportada no porta-malas de um carro até algum lugar perdido no deserto perto de Las Vegas, onde vai viver ao lado de outras meninas de diversas origens, também vitimas dos traficantes de mulheres.

Constantemente ameaçadas e monitoradas por tornozeleiras eletrônicas, submetem-se a todo tipo de humilhação ao serem oferecidas a clientes que variam de homens de meia-idade a fraternidades de estudantes.  Batizada de Éden, Hyun Jae descobre que a melhor coisa a fazer para suportar aquele pesadelo é criar um personagem, uma garotinha chinesa. Ao mesmo tempo, percebe que tem pouco tempo, por já ter atingido a idade-limite do sórdido negócio. 

Entre denúncia e thriller convencional, "Éden" expõe o sórdido negócio do tráfico de mulheres


Poster do filme "Éden"O tratamento dado ao roteiro tira um pouco da credibilidade da história, já que a transforma em um thriller convencional, principalmente na terceira parte, com viradas típicas de obras do gênero. Não fica bem claro como foi descoberta a participação de policiais respeitados na rede criminosa que não se restringia ao sudoeste americano, mas chegava a outros países, como Dubai, nem o que aconteceu com eles depois que a história veio a público. 

Um acerto foi não exibir mais do que o necessário para sugerir a violência que as moças sofrem. Não há nem mesmo nudez ou linguagem excessivamente explícita, embora o clima de opressão seja presente o tempo todo. Outro ponto positivo é o desempenho da protagonista Jamie Chung, que aparece em todas as sequências e transmite muito bem os sentimentos e sensações da jovem sequestrada e submetida à tamanha brutalidade. O restante do elenco também está a altura do desafio: Matt O'Leary,  como Vaughn, o jovem drogado e cruel que acaba se envolvendo com Éden, e o veterano Beau Bridges, no papel do policial corrupto. 

Por Gilson Carvalho

Nota 6

  
Ficha Técnica

Éden (Eden) – 97 min.
EUA – 2012
Direção: Megan Griffiths
Roteiro: Megan Griffiths e Richard Phillips, baseado em livro de Chong Kim
Elenco: Jamie Chung, Matt O’Leary, Beau Bridges, Scott Mechlowicz, Grace Arends, Tantoo Cardinal

Estreia: 12/03



O Cinema está na Rede e também no Twitter
O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top