0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Cinderela"
Mais uma versão da clássica história de Cinderela poderia não despertar muita atenção do público. Mas, quando o responsável é a Disney, a coisa muda de figura, já que o estúdio que praticamente inventou o gênero não investe para perder. Por isso, convocou o respeitado ator e diretor britânico Kenneth Brannagh, para preparar uma nova adaptação que, se não inova, se destaca pelo luxo e brilho.  

Ella (Lily James) é uma menina doce,  muito amada por seus pais. No leito de morte, sua mãe (Hayley Atwell) pede à garota que seja sempre corajosa e gentil. Por isso, quando seu pai (Ben Chaplin) se casa de novo, ela se mantém firme, mesmo sendo maltratada pela madrasta Lady Tremaine (Cate Blanchet) e suas filhas Anastasia (Holliday Grainger) e Drisella (Sophie McShera). Tendo como consolo apenas as memórias dos pais e os amigos ratinhos que habitam a casa onde vive, Cinderela vê sua vida mudar quando conhece o jovem Keith (Richard Madden), que ela ignora ser um príncipe, e que também se sente atraído por ela. Pressionado pelo pai (Stellan Skarsgård)  a se casar, o príncipe promove um baile para todos os habitantes do reino, para que possa reencontrar a bela camponesa. 

“Cinderela” não inova, mas traz a magia dos contos de fada


Com uma história já bastante conhecida e uma narrativa linear e muito próxima do convencional, o sucesso do longa depende largamente no elenco. Como seria de se esperar, o maior destaque é Cate Blanchet, que imprime um ar refinado à cruel Lady Tremaine, que poderia ser ainda mais explorado. Lily James e Richard Madden estão corretos como protagonistas, mantendo a aura de doçura e pureza que se espera do casal. A nota cômica fica a cargo de Holliday Grainger e Sophie McShera, irmãs postiças de Cinderela, além da fada madrinha representada por Helena Bonham-Carter, embora no seu caso, não seja nada que já não tenha feito antes, em sua longa carreira povoada de personagens excêntricos.

Cinderela tem direção de arte, cenografia, vestuário, fotografia e efeitos visuais de primeira linha e, por isso, pode agradar tanto aqueles que gostam da versão tradicional quanto as novas gerações, ainda que deixe desapontados os que esperavam alguma inovação, como nas novas versões de outros contos de fadas.

Por Gilson Carvalho

Nota 7,5


Ficha Técnica

Cinderela (Cinderella) – 111 min.
EUA – 2015
Direção: Kenneth Branagh
Roteiro: Chris Weitz
Elenco:  Lily James, Richard Madden, Cate Blanchett, Helena Bonham Carter, Stellan Skarsgård, Holliday Grainger e Sophie McShera.

Estreia: 26/03


O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top