0


Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Whiplash - Em Busca da Perfeição"
Um artista genial nasce pronto ou é preciso muito trabalho para se chegar à genialidade? Whiplash – Em Busca da Perfeição, de Damien Chazelle, coloca essa questão e mostra que mais do que talento, é preciso muito sangue, suor e lágrimas para ser um músico excepcional. 

Miles Teller é Andrew Neyman, um jovem e tímido estudante de música, cuja ambição é tornar-se o maior baterista do século. Para isso, freqüenta uma escola de ponta e pratica o instrumento incansavelmente, enquanto espera ser descoberto pelo mestre Terence Fletcher (J.K. Simmons), que pode guiá-lo ao estrelato. O primeiro passo acontece quando Fletcher o escala para baterista substituto da banda de jazz da academia, o que o estimula a dedicar-se ainda mais aos ensaios, afastando-se da família e de uma potencial namorada Nicole (Melissa Benoist).

Os métodos heterodoxos do professor - que incluem incitação à competição extrema e agressões verbais e físicas, porém, causam mal-estar e dúvidas quanto a sua efetividade. O clima de tensão crescente faz prever um acidente de percurso. Andrew, no entanto, começa a galgar degraus e não se dá conta do potencial perigo. 

"Whiplash - Em Busca da Perfeição" fala de música e da obsessão pela genialidade, com sangue, suor e lágrimas


O roteiro, do próprio Chazelle, acerta ao não mostrar Fletcher como um completo monstro, mas um idealista, um esteta que tem uma sensibilidade acima do normal para a música e que deseja atingir um nível elevadíssimo de qualidade. Ao mesmo tempo, exibe momentos de afabilidade e carinho em relação a amigos e antigos alunos. Por sua vez, o inocente Andrew causa desconforto pela obssessão em atingir seus objetivos, a ponto de afastar-se da família e deixar a bela Nicole. 

Poster do filme "Whiplash - Em Busca da Perfeição"Geralmente visto em papéis secundários, J.K. Simmons desta é protagonista absoluto, com uma interpretação econômica e ao mesmo tempo intensa. Miles Teller não fica atrás; oferece uma demonstração de talento incontestável. Jovem ator em ascensão, tem a seu favor a acessibilidade; não é bonito nem feio, não é galã, mas tem um carisma natural que atrai olhares. Acima de tudo, demonstra nesse trabalho tamanho envolvimento que impressiona. Teller se transformou em um grande músico para fazer esse filme.

Whiplash tem trilha sonora excepcional, especialmente para os amantes de jazz, com grandes standards americanos.  Tem também direção de arte minuciosa e, principalmente, fotografia inspirada, em que se privilegiam os closes, permitindo visualizar os dedos percorrendo as teclas do piano, as bocas soprando os metais, os pés tamborilando, o suor escorrendo e o sangue espirrando, no esforço de cada músico de chegar à perfeição. A dinâmica da narrativa é dada por esses pequenos e precisos movimentos que formam o grande conjunto. Um filme realizado com grande técnica e também muito coração.

Por Gilson Carvalho

Nota 10 


Ficha Técnica

Whiplash – Em Busca da Perfeição (Whiplash) –  107 min.
EUA – 2014
Direção: Damien Chazelle
Roteiro: Damien Chazelle
Elenco: Miles Teller, J. K. Simmons, Paul Reiner, Melissa Benoist, Austin Stowell


Estreia: 8/1

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no TwitterO Cinema está na Rede e também no Facebook



Postar um comentário

 
Top