0

Compartilhe este conteúdo |


Começa nessa quarta-feira, dia 10 e vai até o dia 14, a mostra competitiva do 7º Cine Fest Brasil-Canudos, que esse ano encerra a temporada do Circuito Inffinito de Festivais 2014, Um telão a céu aberto tomará conta da principal praça da cidade do interior da Bahia – que não possui salas de exibição, atraindo diariamente milhares de pessoas para as sessões de cinema e também para oficinas gratuitas de fotografia, figurino, canto, entre outras.

A mostra competitiva conta com dez filmes, sendo apresentados um curta e um longa em cada sessão diária. Na abertura, serão exibidos Efeito Casimiro, de Clarice Saliby, e SOS Mulheres ao Mar, de Cris D’Amato; a seguir, A Queima, de Diego Benevides e Mato sem Cachorro, de Pedro Amorim; no terceiro dia é a vez de Paleolito, de Ismael Lito, e Cine Holliúdi, de Halder Gomes, no penúltimo, Lembrança de Maura, de Bruna Lessa e Serra Pelada – A Lenda da Montanha de Ouro, de Victor Jorge,. O encerramento será com A Navalha do Avô, de Pedro Jorge e O Menino no Espelho, de Guilherme Fiúza.
Além da mostra de filmes, o festival também programou oficinas gratuitas do dia 1º até o dia 12 dezembro, com os temas Fotografia, pó Mariana Vianna; Gravura e a Literatura de Cordel, por Paula Dager; Figurinos Recriáveis, por Nina Monteiro, Coral de Música, por Zé Alex e Criação de Super Lapinha por Kiti Soares.  As aulas são voltadas para alunos da 6a série do ensino fundamental ao 3o ano do ensino médio, que farão uma grande exposição na praça para mostrar o resultado final do trabalho para toda a população.
Desde que chegou a Canudos, em 2008, o festival reuniu cerca de 70 mil pessoas da própria comunidade e de cidades vizinhas. Um dos principais frutos do festival foi a inauguração do Cineclube Inffinito de Canudos, que completa cinco anos em 2014. São os próprios jovens moradores que coordenam a curadoria e a programação do Cineclube. 

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top