0

Compartilhe este conteúdo |

Cena do filme "Karen Chora no Ônibus"
Presença rara nas telas brasileiras, o cinema colombiano comparece com o drama Karen Chora no Ônibus, que narra uma história até certo ponto banal, mas de modo peculiar e coerente com a realidade do país: a de uma mulher que busca sua emancipação, indo contra a cultura machista e conservadora.

O filme começa de modo bastante literal: uma mulher chorando em um ônibus. É Karen (Ángela Carizossa Aparício) que acabou de deixar seu marido e procura um lugar para ficar. Encontra uma pensão em um lugar precário, a partir do qual vai tentar reconstruir sua vida. Torna-se amiga de Patrícia (Maria Angelica Sanchéz), mais jovem e livre, que inclusive mantém vários relacionamentos amorosos ao mesmo tempo.

Procurada pelo marido, que propõe reconciliação, e desestimulada por sua mãe, que a criou para ser esposa e dona-de-casa, Karen trilha sozinha um caminho que a leva do otimismo cauteloso  à depressão, a desilusão e à dissimulação. É somente quando aparentemente perde totalmente sua identidade que consegue reerguer-se e encontrar um destino diferente daquele que já estava traçado para ela. O encontro com o dramaturgo Eduardo (Juan Manuel Diaz) pode mudar completamente sua vida. 

Karen Chora no Ônibus” propõe uma reflexão sobre a condição da mulher colombiana


Poster do filme "Karen Chora no Ônibus"Escrito e dirigido por Gabriel Roja VerasKaren Chota no Ônibus  exibe um olhar feminino e propõe uma reflexão sobre a mulher urbana colombiana. Apesar de algumas incongruências no roteiro, representa uma tentativa válida de retratar uma realidade que parecer já ultrapassada mas na verdade dinda pode ser identificada em muitos lugares. A protagonista Ángela Carrizosa Aparício encarna bem essa mulher oprimida que abre mãe da segurança e da falta de amor em busca de sua independência e amor-próprio.

O baixo orçamento, evidente nos enquadramentos meramente funcionais, na falta de figurantes, na iluminação precária certamente afeta negativamente o resultado final. Tivesse melhores condições, o filme teria acabamento mais caprichado e mais brilho. No entanto, o mais importante - a mensagem que pretende transmitir, está lá para quem quiser absorvê-la;

Por Gilson Carvalho

Nota 6



Ficha Técnica

Karen Chora no Ônibus (Karen Llora en un Bus) – min.
Colombia- 2011
Direção: Gabriel Rojas Vera
Roteiro: Gabriel Rojas Vera
Elenco: Ángela Carrizosa Aparício, Maria Angélica Sánchez, Juan Manuel Diaz, Edgar Alexen


Estreia: 13/11

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook



Postar um comentário

 
Top