0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Drácula - A História Nunca Contada"
De assassino cruel a super-herói obrigado a cometer atrocidades para defender sua família e seu reino, a nova versão do vampiro mais célebre do mundo não convence, embora o filme Drácula - A História Nunca Contada divirta às vezes. Pelo menos, no filme dirigido por Gary Shore, o impiedoso príncipe das trevas mantém as características físicas tradicionais, diferente de certos seus descendentes anêmicos e andróginos 

Partindo da mesma figura mítica que inspirou Bram Stoker – o príncipe da Transilvânia Vlad Dracula, o roteiro de Matt Sazama e Burk Sharpless toma um rumo diferente ao tentar incorporar a História -aquela que estudamos na escola,  ao enredo. Assim, traz o Império Otomano no seu auge, impondo seu poder sobre aquela região da Europa. .

Depois de, na adolescência, ter sido levado pelos turcos e treinado como um guerreiro, Vlad (Luke Evans) volta para sua terra, onde consegue estabelecer um clima de paz, volta e meia ameaçado pelos seus antigos mentores. Quando um grupo de soldados turcos desaparece, Mehmed II (Dominic Cooper) exige de Vlad 1.000 meninos para seu exército – incluindo seu próprio filho, Ingeras (Art Parkinson) o príncipe tem de reagir.

A única solução encontrada por ele é aceitar a oferta de um velho vampiro (Chales Dance) condenado a refugiar-se em uma caverna até encontrar um sucessor: obter durante três dias os poderes da criatura das trevas, que lhe daria a força de 100 homens, o que o permitiria derrotar seus inimigos. Como efeito colateral, ele teria um desejo quase incontrolável por sangue humano. Caso resistisse, tudo voltaria ao normal. Senão, seria vampiro para sempre.

Em “Drácula – A História Nunca Contada”, o vampiro vira herói – mas não convence


Poster do filme "Drácula - A História Nunca Contada"No papel-título, Luke Evans demonstra segurança, Como opositor, Dominic Cooper, bronzeado e maquiado para parecer turco, entrega o vilão padrão. O elenco secundário dá o reforço necessário – às vezes com mais brilho que os protagonistas.

Diversos elementos técnicos contam pontos a favor do longa: a cenografia, com castelos, montanhas e vales belíssimos, valorizados por uma fotografia correta; vestuário, direção de arte. Os efeitos visuais já não funcionam tão bem; a nuvem de morcegos que representa o movimento vira quase um borrão indistinto. 

No que importa mesmo, A História Nunca Contada deixa a desejar. O argumento é forçado e narrado de forma convencional, o que o torna previsível. No fim, o diretor Shore  não imprime personalidade nem apresenta um bom filme de ação com sequencias espetaculares. A história não precisava ser contada. 

Por Gilson Carvalho

Nota 6


Ficha Técnica

Drácula – A História Nunca Contada (Dracula Untold) - 92 min.
EUA - 2014
Direção : Gary Shore
Roteiro: Matt Sazama, Burk Sharpless. 
Elenco: Luke Evans, Sarah Gadon, Dominic Cooper, Art Parkinson, Charles Dance

Estreia: 23/10



O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top