0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Sin City: A Dama Fatal"
Nove anos se passaram desde que Robert Rodriguez e Frank Miller causaram impacto com a ambiciosa adaptação da graphic novel – de autoria de Miller, Sin City. Eles se uniram novamente para lançar a sequencia: Sin City: A Dama Fatal, que mantém a mesmo estrutura e clima noir da produção anterior, mas introduz Eva Green no papel-titulo. 

São várias histórias paralelas, todas tendo como centro o saloon Kadie, onde se apresenta a dançarina Nancy (Jessica Alba), que não consegue esquecer Hartigan (Bruce Willis) e inclusive planeja uma vingança contra o responsável por sua morte, o Senador Roark (Powers Boothe). Para evitar que a moça se meta em confusões, Marv (Mickey Rourke) fica de olho nela.

A segunda história traz Johnny (Joseph Gordon-Levitt), um   jovem jogador que ousa desafiar o Senador Roark na mesa de pôquer. Contra todos os prognósticos, ele limpa o poderoso político, mas  se acha invencível, talvez realmente acreditando que a dançarina Goldie (Jaime King) lhe traria sorte. Ele realmente vence no jogo, mas depois corre o risco de enfrentar toda a fúria do humilhado político. 


"Sin City: A Dama Fatal" traz o universo de Frank Miller, mas não incorpora nenhuma novidade


A mais interessante de todas as tramas é a que envolve Ava (Eva Green), a tal dama do título. que marca um encontro com seu ex-amante Dwight (Josh Brolin) no Kadie. Apesar de ter sofrido o diabo por causa dela, não resiste aos apelos da fatal e sedutora mulher, que jura estar arrependida pelo todo o mal que lhe causou e ainda apaixonada por ele. Em sua farsa destruidora, ela manipula ainda o próprio marido (Marton Csokas)  e um policial casado (Christopher Meloni). Uma subtrama desse núcleo talvez seja a sequencia mais eloquente do longa/ja a brutal luta entre dois Marv e o motorista de Ava, Manute (Dennis Haysbert, no papel antes interpretado pelo falecido Michael Clarke Duncan).


Poster do filme "Sin City: A Dama Fatal"
A Dama Fatal inequivocamente honra a linguagem noir como interpretada por Frank Miller em sua original obra impressa. Também traz a marca inconfundível do multitarefas Robert Rodriguez, que acumula as funções de diretor, roteirista (com Miller) editor, diretor de fotografia e responsável pela música (com Carl Thiel). Assim, o uso intensivo da tecnologia também comparece, com toda a cenografia sendo inserida através de CGI, além de uma saturada fotografia em PB e a inserção de cores primárias em momentos para enfatizar a violência. 

No entanto, não introduz nenhuma novidade, a não ser a participação, num papel central, da atriz Eva Green, que incorpora com propriedade a vamp. O restante do elenco igualmente se sai bem, principalmente porque seus personagens são bastante unidimensionais devido à natureza mesma da linguagem e da estilização. Divertido, principalmente para os fãs do gênero e dos autores. Certamente vai gerar uma nova sequencia, que deverá incorporar inovações.

Por Gilson Carvalho

Nota 7,5



Ficha Técnica

Sin City: A Dama Fatal (Sin City: A Dame to Kill) - 102 min.
EUA 2014
Diretor: Robert Rodriguez, Frank Miller
Roteiro: Frank Miller
Elenco:  Mickey Rourke, Jessica Alba, Josh Brolin, Joseph Gordon-Levitt, Rosario Dawson, Bruce Willis, Eva Green, Powers Boothe, Dennis Haysbert, Ray Liotta, Stacy Keach, Jaime King, Christopher Lloyd, Jamie Chung, Peremy Piven, Christopher Meloni

Estreia: 25/09

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top