0

Compartilhe este conteúdo |

Cena do filme "Guardiões da Galáxia"Guardiões da Galáxia pode ser considerado o time B dos super-heróis. A rigor, eles não tem nada de heroico; são atrapalhados, ambiciosos, não tem poder nenhum e nem sequer uma missão.  Mas, no filme escrito (com Nicole Perlman) e dirigido por James Gunn a partir de personagens da Marvel, tudo isso passa a ser qualidade. O segredo: não ter vergonha de assumir o lado pipoca. Então, se o espectador relaxa, acaba se divertindo. 

A história começa na Terra, mas é no espaço que tudo acontece. Em 1988, o ainda criança Peter Quill vê sua mãe morrer no hospital e logo em seguida é abduzido por uma enorme nave espacial. Duas décadas e meia depois, Quill (Chris Pratt) aparece em outro planeta, como uma espécie de catador de lixo. Na verdade está a procura de uma misteriosa esfera de metal, também cobiçada pelo brutal Ronan (Lee Pace), que manda a atlética e verde Gamora (Zoe Saldana) atrás do rapaz. A ela se juntam  Rocky, o guaxinim invocado e seu inseparável amigo árvore Groot (vozes de Bradley Cooper e Vin Diesel, respectivamente), dois caçadores de recompensa que tentam capturar Quill e garantir uma bolada e Drax, um brutamontes sentimental (Dave Bautista).Todos acabam presos juntos e passam a formar uma estranha equipe unida para enfrentar o maligno Thanos (voz de Josh Brolin), que basicamente quer destruir o mundo. 


"Guardiões da Galáxia": ação desenfreado, comédia, efeitos especiais e elenco carismático fazem time B dos super-heróis encantar



Poster do filme "Guardiões da Galáxia"
A união dos cinco estranhos (nos dois sentidos) anti-heróis é a espinha dorsal da aventura. Sob a duvidosa liderança de Quill e muito improviso, se metem em lutas corporais, batalhas espaciais e todo tipo de confusão sem perder a coesão, apesar de muito bate-boca. Há até momentos em que surge um clima romântico e algumas sequências cômicas, em meio à ação desenfreada. 

Talvez pelas características do personagem e pela abordagem relaxada da direção, Chris Pratt esbanja charme e carisma como o líder malandro e meio infantil. Zoe Saldana faz o oposto perfeito e Dave Bautista, ex-lutador de MMA, é uma grata surpresa. Alguns atores bem conhecidos, como Glenn Close, John C. Reilly e Benício del Toro aparecem em pontas, mas bem interessantes. 

Assim como os atores e o diretor, os responsáveis pelos cenários, direção de arte, fotografia, vestuário e maquiagem devem ter se divertido muito, já que puderam fazer um trabalho eclético, com referências variadas, bem no estilo pop.Melhor, porém, é a trilha sonora, que contém pérolas  dos anos 70 e 80, que Quill escuta em uma fita cassete, ligação com a infância deixada na Terra. Por incrível que pareça, todos esses elementos misturados fazem Guardiões da Galáxia dar tão certo que a sequência já está programada para 2017.

Por Gilson Carvalho

Nota 8



Ficha Técnica

Guardiões da Galáxia (The Guardians of the Galaxy) – min.
EUA - 2014
Diretor: James Gunn
Roteiro: James Gunn, Nicole Perlman
Elenco: Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Lee Pace, Benicio Del Toro, Karen Gillan, Glenn Close, Djimon Hounson, John C. Reilly, Vin Diesel (voz), Bradley Cooper (voz), Josh Brolin (voz)

Estreia 31/07

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top