0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Refém da Paixão"Refém da Paixão é uma aposta no gênero drama do diretor canadense Jason Reitman, que em toda sua filmografia abraça filmes politicamente incorretos e sarcásticos como Obrigado Por Fumar (2005), Juno (2007), Amor Sem Escala (2009) e Jovens Adultos (2011). Tal mudança não se atém a dramaticidade, o elenco, encabeçado por Josh Brolin e Kate Winslet, como praxe na carreira de Reitman, altera-se em relação aos demais títulos.

O casal da trama convence. O hóspede prisioneiro foragido Frank (Brolin) denota uma virilidade distinta da rpresentação memorável em Onde os Fracos Não Têm Vez – alternando entre brutalidade e sensibilidade. Enquanto a divorciada deprimida, a frágil Adele (Winslet) mantém a uniformidade de seus últimos trabalhos. Entretanto, o destaque em Labor Day (título original) atende pelo nome Gattlin Griffith. Uma atuação madura para um garoto de 16 anos.

Com elenco convincente, “Refém da Paixão” fisga a plateia através do sentimentalismo


Poster do filme "Refém da Paixão"
O filme ganha sua força mais no desempenho dos atores do que em palavras escritas. Os gestos não ditos e os olhares preenchem lacunas nas quais o texto escrito muitas vezes se perde, na pretensão de retratar o todo. A história comove com um sabor equilibrado de emoção, como a cena delicada, sem diálogos, do preparo da torta de pêssego que Frank ensina a frágil Adele e seu filho, forçosamente amadurecido pelas circunstâncias. 

Apesar do trio estar em perfeita sintonia, uma harmônica família, o roteiro, extraído do romance de Joyce Mynard, é o calcanhar de aquiles do longa. Os flashbacks constantes, a inserção de músicas que dão um embaraço à trama, que impõe uma sensibilização, e, conciliadas a uma narração em off (voz de Tobey Maguire) autoexplicativa, sufocam em certos momentos a trama.

Refém da Paixão e Labor Day são um caso atípico, ambos os títulos se encaixam. O título em inglês significa dia do trabalho, sobre a qual toda a sua premissa é trabalhada, uma Síndrome de Estocolmo genuína e romântica a fim de lançar uma névoa sufocante e sexy,  com grandes inserções dramáticas. Com um fugitivo tão audacioso, o filme atira uma elegante isca ao espectador. 


Por: Tiago Canavarros

Nota: 6,5



Ficha Técnica

Refém de uma Paixão (Labor Day) - 111 min
Estados Unidos – 2013
Direção: Jason Reitman
Roteiro: Jason Reitman, baseado no romance de Joyce Mynard
Elenco: Kate Winslet, Josh Brolin, Gattlin Griffith, Tobey Maguire e James Van der Beek

Estreia: 13/03

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top