0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Até Que A Sorte Nos Separe 2"
Até que a sorte nos separe 2, sequência do filme nacional que arrecadou mais de 3 milhões de espectadores em 2012, aposta novamente no carisma e popularidade de Leandro Hassum, em uma comédia que segue fórmula idêntica à do primeiro filme. 

Na trama, os problemas financeiros vivenciados pela família de Tino (Leandro Hassum) se apresentam logo no início do filme, e, em um passe de mágica, a falta de dinheiro é resolvido após a notícia do falecimento do Tio Olavinho, que deixa para a família R$ 100 milhões a serem repartidos igualmente com a mãe de Jane (Camila Morgado).

"Até que a sorte nos separe 2": fórmula repetida e pouca graça 


Poster do filme "Até Que A Sorte Nos Separe 2"O humor na maior parte do filme é exagerado e sem graça. A primeira tentativa de fazer rir é uma explicação ao público da substituição da atriz Danielle Winits por Camila Morgado. A novidade é mais geográfica que qualquer elemento cômico, nesta continuação, Tino (Hassum) e sua família estão em Las Vegas, e com isso o filme apela para trocadilhos bobos em relação às celebridades americanas, visto na cena em que Tino entra em um cassino e brinca com gente do nível de Oprah Winfrey e Johnny Depp. 

Se não bastasse, Tino se depara com um segurança (Anderson Silva) no cassino, só que o lutador interpreta ele mesmo, sem disfarces.. E claro, o filme segue com piadas catastróficas sobre a ‘’surpreendente’’ semelhança do segurança com o lutador de MMA. Além disso, porque Tino não leva a filha caçula para a viagem? A pequena é simplesmente jogada para a avó apenas para Hassum se travestir em cena, notabilizando-se a pouca preocupação em dar uma desculpa para deixa-la lá.

Desde o início, a comédia dirigida por Roberto Santucci deixa bastante visível (e pouco risível) que o objetivo original é agradar ao público anterior, reprisando o filme ao máximo. O que se salva é o talento individual de Leandro Hassum em uma comédia que ñão o ajuda. Isto transparece no final do longa, quando os espectadores são brindados com cenas dos bastidores; em poucos minutos se ri mais do que em todo o filme.  Em Até que a sorte nos separe 2, vale a máxima, em time que está ganhando não se mexe.

Por: Karla Bion

Nota: 3


Ficha Técnica 

Até que a Sorte nos Separe 2 - 102 min
Brasil– 2013
Direção: Roberto Santucci
Roteiro: Paulo Cursini e Chico Soares
Elenco: Leandro Hassum, Camila Morgado, Kiko Mascarenhas, Arlete Salles, Anderson Silva e Rita Elmôr

Estreia: 27/12


Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top