0

Compartilhe este conteúdo |


Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro em 2010 com O Segredo dos Seus Olhos, o diretor argentino Juan José Campanella empenhou grande esforço para realizar sua primeira animação e primeira produção em 3D: Um Time Show de Bola. O tema é o futebol, uma paixão argentina.
A animação começa com uma bela homenagem à Stanley Kubrick e seu 2001, Uma Odisseia no Espaço, mostrando como supostamente o futebol foi inventado na Idade da Pedra, com um crânio de animal no lugar da bola. A história começa mesmo com um pai nostálgico contando ao filho ligado em tecnologia sobre como Amadeo, um garçon adolescente em uma cidade pequena no interior da Argentina, imbatível no totó (ou pebolim), derrota o fanfarrão Colosso, que jura vingança.
Poster do filme "Um Time Show de Bola"
Anos depois, já famoso e milionário jogador de futebol de campo, Colosso volta à cidade para novamente desafiar Amadeo. Para mostrar seu poder, quer construir o maior estádio do mundo e roubar a namorada de Amadeo. Para vencer o difícil desafio no campo, Amadeo vai contar com a ajuda dos bonecos de totó, que ganham vida. Interessante notar que eles jogam de camisa verde-amarela como a seleção brasileira, mas com listras verticais, como a argentina.
Do ponto de vista da temática, não há dúvida de que se trata de um legítimo Campanella: estão presentes a nostalgia, banhada de certa melancolia e  a sensação de perda de elementos inestimáveis; sentimentos, aliás, muito próprios ao povo argentino, em especial o portenho. Tudo embalado no melodrama, que Campanella domina muito bem, como visto em Clube da Lua (2004) e O Mesmo Amor, a Mesma Chuva (1999), por exemplo. Se de um lado, limita as possibilidades dramáticas, por outro atinge a plateia na emoção.
Mas Um Time Show de Bola ainda brinca com o mundo do futebol real, fazendo divertidas críticas ao comercialismo que vigora hoje em dia, com o o marketing e o culto às celebridades predominando sobre a paixão ao esporte. Em vésperas de Copa do Mundo, dá o que pensar.
 Por Gilson Carvalho
Nota 8
Ficha Técnica
Um Time Show de Bola (Metegol) – 106 min.
Argentina/Espanha - 2013
Direção:  Juan José Campanella
Roteiro: Juan José Campanella,
Direção:  Juan José Campanella Roteiro: Juan José Campanella, , Gastón Gorali e Eduardo Sacheri, baseado em conto de Roberto Fontanarrosa




O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top