0

Compartilhe este conteúdo |


Coletiva equipe de "O Tempo e o Vento"

O diretor Jayme Monjardim e a produtora Rita Buzzar concederam uma entrevista coletiva ontem (dia12/09) em um hotel do Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro para divulgar o filme O Tempo e Vento, uma adaptação de uma grande obra da literatura brasileira, escrita por Érico Veríssimo, e que estreia dia 27 de setembro em mais de 300 salas de exibição por todo o Brasil.

Com eles estavam a maior parte do elenco principal: Fernanda Montenegro, Cléo Pires, Marjorie Estiano, o uruguaio Cesar Troncoso (eleito Melhor Ator no Festival de Gramado 2013) e o argentino Martín Rodriguez. O ator protagonista, Thiago Lacerda, não pode comparecer a coletiva por incompatibilidade de agenda.

Jayme Monjardim e Rita Buzzar apostam em filme épico e defendem a diversidade de gêneros no cinema nacional


Apesar do atraso para a coletiva, Jayme Monjardim e equipe responderam com seriedade e bastante comprometimento a todas as perguntas feitas pela mídia presente. O diretor da novela da TV Globo Flor do Caribe revelou que para levar a história escrita por Veríssimo sobre a saga de uma família gaúcha por mais de 150 anos a telona precisou de sete anos, nos quais quatro foram dedicados à escrita de 27 roteiros. “Quando constatamos que uma obra literária é distinta de uma obra cinematográfica, tomamos coragem e ousadia para invadir com pudor o mundo de Veríssimo”, afirmou o diretor.

O filme O Tempo e Vento foi definido pela produtora Rita Buzzar como um épico. Filmado em Bagé (município a 377 KM de Porto Alegre), longe do eixo Rio-São Paulo, e com uma grande equipe justificam um projeto ambicioso, com um orçamento alto – R$ 4 milhões apenas em cenografia e locações. Ela e o diretor acreditam que o cinema nacional deve apostar mais na diversidade de gêneros, não apenas produzindo comédias, e talvez o longa seja um termômetro para que novas produções sejam feitas distanciadas do humor.

Jayme Monjardim, que revelou interesse em carreira internacional, e por sua vez, ao definir o longa metragem foi sucinto e simples: “É uma grande história de amor eterno entre Bibiana (interpretada por Fernanda Montenegro e Marjorie Estiano) e Rodrigo Tambará (Thiago Lacerda)”.

Por Tiago Canavarros


O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top