0

Compartilhe este conteúdo |

Cena do filme "Elysium"
Em Elysium, o diretor sul-africano Neill Blomkamp volta a abordar a questão do apartheid, mas desta vez em escala global. E, como em Distrito 9, seu bem-sucedido longa-metragem de estreia,  mostra uma visão pessimista do futuro da Terra.  

Em 2154, o planeta é uma enorme favela onde se aglomeram bilhões de miseráveis que trabalham em condições insuportáveis para manter o excelente padrão de vida dos habitantes de Elysium, uma estação orbital onde a vida é perfeita, com um meio ambiente agradável e onde qualquer doença pode ser curada facilmente. Governado com mão de ferro pela Secretária de Defesa Delancourt (Jodie Foster), não passa de uma miragem para aqueles que permanecem na Terra. .

Max (Matt Damon), um ex-deliquente que tenta reconstruir sua vida trabalhando como operário em uma fábrica de robôs, é exposto à radiação letal e tem apenas cinco dias de vida. Por isso, decide procurar Spider (Wagner Moura), um revolucionário clandestino que consegue mandar naves em direção à Elysium. geralmente dizimadas antes de pousar.  Em troca de uma passagem para o paraíso, Max deverá roubar dados que estão na cabeça de um alto executivo e que darão livre acesso a toda a população terráquea.  Ao mesmo tempo, Max quer ajudar Frey (Alice Braga), uma antiga namorada, a salvar sua filha pequena que tem leucemia.

"Elysium" traz um futuro pessimista para a Terra

Poster do filme "Elysium"

Com muito mais ação e menos aprofundamento nas questões sociais, Elysium não causa o impacto que Distrito 9 provocou em 2009, quando faturou US$ 480 milhões e foi indicado a quatro Oscar. Embora tenha excelentes efeitos visuais, não exibe o planeta artificial utópico em detalhes, dando mais  ênfase ao inferno terrestre em que se transformou Los Angeles, em cenas filmadas em locações  em favelas mexicanas.

Matt Damon demonstra mais uma vez porque é considerado um dos melhores atores de sua geração. Interpreta o anti-herói com uma atuação econômica nas cenas dramáticas e com energia nas sequencias de ação.  Forma um belo par com Alice Braga, ainda que não haja cenas propriamente românticas. Para o público brasileiro, uma curiosidade a parte é a estreia de Wagner Moura em uma produção internacional. No papel de um rebelde manco e atuando um tom acima -  o que não chega a ser demérito, já que está no contexto, agrada a maior parte do tempo.

Por Gilson Carvalho

Nota 8




Ficha Técnica

Elysium – 109 min.
EUA - 2013
Diretor: Neill Blomkamp
Roteiro: Neill Blomkamp
Elenco: Matt Damon, Jodie Foster, Sharlto  Copley,Alice Braga, Wagner Moura, William Fichtner, Diego Luna, Faran Tahir, Emma Tremblay, Maxwell Perry Cotton, Valentina Giron.


Estreia 20/09



Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top