0

Compartilhe este conteúdo |


Coletiva do filme "Vendo ou Alugo"



Num clima bem familiar, o elenco quase completo  de Vendo ou Alugo deu uma entrevista coletiva na segunda-feira, 5 de agosto, num hotel da zona sul do Rio de Janeiro.  A comédia dirigida por Betse de Paula e estrelada por Marieta Severo, Marcos Palmeira e Nathália Timberg,  recebeu 12 prêmios no Cine PE e estreia no dia 9 de agosto em circuito nacional.

No filme, quatro mulheres de gerações diferentes (Nathália Timberg, Marieta Severo, Sílvia Buarque e Bia  Morgana) moram numa velha mansão bem próxima de uma favela em vias de ser pacificada. Mas o maior problema é elas estarem afundando em dívidas e precisarem vender o casarão a qualquer custo, antes que ele vá a leilão. Entre os potenciais compradores, aparecem um estrangeiro, um pastor e as amigas da matriarca da família, interpretadas por Carmen Verônica, Daisy Lúcidi e Ilka Soares. 

Marieta Severo, que faz Maria Alice, uma avó “moderna”, que fuma maconha e faz doces eróticos, afirmou que aceitou de bom grado interpretar uma mulher bem diferente da Dona Nenê, personagem que faz há 13 anos em A Grande Família. “Maria Silvia é uma dondoca falida, irresponsável e sem qualquer consciência, mas com encantamento pela vida, O oposto completo de Nenê.”

Para a produtora Marisa Leão, Vendo ou Alugo é o filme “mais politicamente incorreto dos últimos tempos.” Responsável por grandes sucessos como De Pernas Pro Ar 2 e Meu Nome Não É Johnny, ela espera que o êxito da comédia cresça ao longo do tempo. “É um lançamento médio, com 150 cópias. Entendemos que é adequado para a proposta do filme e que é ele pode ajudar a consolidar o espaço para produções nacionais.”

Betse de Paula disse que receber os prêmios da crítica e do público no Cine PE em abril foi importante por trazê-la de volta “do limbo”. Foram dez anos tentando viabilizar a produção, e o roteiro foi sendo atualizado de tempos em tempos, para incorporar as novidades. Mas, segundo ela, nos últimos meses, parece que foi a realidade que imitou o filme, já que problemas com a pacificação de favelas, a liberação do consumo da maconha entraram na ordem do dia. Ela garante, porém, que a ideia não é ser crítico, mas apenas divertir. 

Por coincidência, Vendo ou Alugo está sendo lançado ao mesmo tempo em que Revelando Sebastião Salgado, mergulho da diretora na obra do conhecido fotógrafo brasileiro, que inclusive vai  abrir o 46ºFestival de Brasília, que ocorrerá entre os dias 17 e 24 de setembro.


E o clima de encontro de família foi reforçado com a comemoração dos 84 anos de Nathália Timberg, que teve direito a bolo e parabéns do elenco do filme e da imprensa presente. 



Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top