0

Compartilhe este conteúdo |



Cena do filme "No Lugar Errado"No Lugar Errado, uma peça teatral adaptada ao cinema em preto e branco, resume-se ao um encontro entre quatro amigos de longa data com rancores guardados e enrustidos a sete chaves por um bom tempo. Após uma volta frustrante de oito meses no Canadá como office boy, Sandro (Márcio Minervino) e sua namorada Thais ( Súlan Pricivalli ) se reencontram com o casal de amigos , Fred ( Rodrigo Fischer ) e Clara ( Michele Santini ) para celebrarem os bons velhos tempos. À medida que a narrativa se sucede – e o nível alcoólico deles transparece – verdades são postas à mesa, resultando em muita discussão e “escatologia”.

Entre euforia, animações efêmeras, bebidas e cigarros, a diversão e o reencontro entre eles mudam para outro foco, e uma discussão de relacionamento entre eles, sem precedentes, acarreta em uma série de acontecimentos passados, ainda não revelados.

Em filme experimental, a adaptação da peça para o cinema, "No Lugar Errado" sai como um tiro na culatra


Poster do filme "No Lugar Errado"
A transposição do teatro ao cinema, e sem adaptações para a linguagem cinematográfica, torna o filme cansativo de se assistir. Os diálogos teatrais parecem exercer uma força menor ao público do cinema. Assim como o conteúdo, pois durante o filme inteiro não vemos algo que o público possa-se identificar, carecendo de mais elementos que justifiquem tal adaptação. Resultando em uma narrativa tediosa e cansativa e que não representa um foco preciso.

Os personagens, embora razoáveis na atuação, não provoca estimulo ao público, pelo contrário, o afasta, pela falta representação de algo maior. O conteúdo não remete a nada, além de quatros pessoas desconhecidas discutindo suas diferenças. Em nenhum momento sequer, traça-se um paralelo a geração atual brasileira.

O mesmo acontece com as três cenas externas de longa duração durante a projeção. Sem justifica alguma- exceto a externa que marca passagem de tempo, No Lugar Errado parece suplicar por um trocadilho óbvio, pois a todo instante o tédio é corroborado pela falta de apelo e carisma sem fim causado, incluindo nas cenas internas.

E no epílogo, os quatros diretores, e também roteiristas (Guto Parente, Luiz Parente, Pedro Diógenes, Ricardo Pretti)  assumem o que parece óbvio à plateia, trata-se de um palco de teatro filmado. E bastante cansativo.

Nota: 3,5


Ficha Técnica

No Lugar Errado – 70 min
Brasil – 2011
Direção: Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes, Ricardo Pretti
Roteiro: Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes, Ricardo Pretti
Elenco: Rodrigo Fisher, Michele Santini, Márcio Minervino, Súlan Pricivalli

Estreia 30/08


O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top