0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Truque de Mestre"Um grupo de super mágicos que encanta o público em Las Vegas com sua habilidade de iludir e ainda pratica um roubo milionário a um banco na França e faz o dinheiro cair sobre a plateia. Apesar disso e do elenco talentoso, Truque de Mestre, de Louis Leterrier,  não impressiona o público no cinema.

Jesse Eisenberg é um ás das cartas, J. Daniel Atlas; Isla Fisher é Henley Reeves capaz de escapar de qualquer lugar: Woody Harrelson é o mentalista Merritt McKinney e Dave Franco é Jack Wilder, um batedor de carteiras que se unem para encenar um espetáculo e roubar milhões, sob o comando de Arthur Tressler (Michael Caine).

"Truque de Mestre": velocidade e verborragia não fazem boa mágica


Poster do filme "Truque de Mestre"Cabe a Mark Ruffalo, no papel de um estressado agente do FBI tentar capturar Os Quatro Cavaleiros - como se apresentam, com o auxílio de uma detetive da Interpol francesa Alma Dray (Mélanie Laurent), para sua sorte. Como seria de se esperar, uma atração acontece entre eles. Inicialmente atônitos com a esperteza do grupo, se sentindo sempre alguns passos atrás, eventualmente descobre o truque, com a ajuda de Thaddeus Bradley  (Morgan Freeman, que parece estar de férias, no bom sentido).

Com um roteiro raso, que tenta disfarçar na base da velocidade e verborragia, o thriller se esgota em pouco tempo. Os efeitos visuais, embora atraentes, não são suficientes para segurar a história até o fim, o que acaba provocando um anticlímax. Aparentemente o diretor Leterrier (de O Incrível Hulk) empreendeu uma tentativa de replicar o clima de Onze Homens e Um Segredo (de Steve Soderbergh), com o pé no acelerador, Truque de Mestre começa bem e termina mais ou menos. Algumas mágicas não dão certo.


Por Gilson Carvalho

Nota 6



Truque de Mestre (Now You See Me) – 113 min.
EUA/França – 2013
Roteiro: Boaz Yakin, Ed Solomon e Edward Ricout 
Elenco: Jesse Eisenberg, Woody Harrelson, Isla Fisher, Dave Franco, Mark Rufalo, Mélaine Laurent, Michael Caine, Morgan Freeman, Michael Kelly

Direção: Louis Leterrier

Estreia 05/07


Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top