0
Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "A Datilógrafa"
A comédia romântica francesa A Datilógrafa, de Regis Roinsardtem tudo que uma produção do gênero deve ter: graça, romance, diálogos ágeis. E ainda apresenta o charme e a beleza da protagonista Deborah François, perfeita no papel-título. Apesar de ambientada nos anos 50, faz comentários sobre a atualidade, com crítica ao culto das celebridades e à competitividade extrema.

Para fugir de uma vida limitada e um casamento arranjado e sem amor, Rose Pamphyle (Deborah François), uma jovem do interior,  se candidata a uma vaga de secretária no escritório do agente de seguros Louis Échard (Romain Duris). Atrapalhada, só consegue o posto por sua habilidade em datilografar. O patrão vislumbra nela uma campeã e a inscreve no Campeonato Regional de Velocidade Datilográfica. O fracasso inicial não o desanima; pelo contrário, Èchard convida Rose a se mudar para sua casa, onde será submetida a um treinamento intensivo. 

"A Datilógrafa" é uma produção de época que faz críticas á sociedade atual


Além de treinar a rapidez dos toques na máquina, ela aprende piano para aumentar a flexibilidade e jogging para a resistência. A estratégia dá certo e Rose vence, se qualificando para o certame nacional.  Em Paris, Rose triunfa sobre a bi-campeã francesa, a arrogante Annie Leprince-Ringuet (Melanie Bernier) mas se apaixona definitivamente por seu patrão, que no entanto a deixa para que ela brilhe ainda mais. Enquanto se prepara para enfrentar a campeã mundial, uma americana, torna-se uma celebridade e é cortejada pelo seu novo patrocinador, Gilbert Jappy (Nicolas Bedos), mas não consegue esquecer o amado

Poster do filme "A Datilógrafa"Boa parte da graça de A Datilógrafa se deve ao talento  de Deborah François. Dona de uma beleza clássica, que lembra às vezes Grace Kelly, incorpora com facilidade a insegura porém decidida jovem que sonha com o amor, mas não abre mão de suas opiniões. Romain Duris faz um ótimo contraponto, como o duro e exigente Échard e ambos protagonizam cenas engraçadíssimas, como uma dança com uma coreografia incrível.

Além dos atores principais, todo o elenco tem uma performance admirável. Os diálogos muto bem escritos, com timing perfeito são uma grande qualidade da comédia.  A excelente direção de arte, o guarda-roupa impecável e a fotografia criativa contribuem para o ótimo resultado. A trilha sonora ajuda a dar um toque divertido. Há até um "Cha-cha-cha da Secretária"


Por Gilson Carvalho

Nota  9




Ficha Técnica

A Datilógrafa (Populaire) - 111 min.
França - 2012
Direção: Regis Roinsard, 
Roteiro Regis Roinsard, Daniel Presley, Romain Compingt
Elenco: Deborah François, Romain  Duris, Bérénice Bejo, Shaun Benson, Melanie Bernier, Nicolas Bedos, Miou Miou, Fréderic Pierrot

Estreia 24/05


Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top