0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Mama"Filmes de terror têm público certo, ainda que raramente apresentem inovações. Mama, do argentino Andrés Muschietti, não foge à regra, embora seja muito bem produzido e traga alguns sustos, além de excelente elenco. Mama é a versão longa do micro (3 min) criado em 2008 pelos irmãos argentinos Andrés e Bárbara Muschietti, descoberto pelo mexicano Guillermo Del Toro, que produziu o filme. Para tanto, convocou o roteirista Neil Cross, criador de séries de TV (Luther, Spooks), que desenvolveu junto com os autores originais a história de terror.


O longa começa com o executivo Jeff (Nicolaj Coster-Waldau), visivelmente atormentado, chegando em casa e pegando suas filhas de 1 e 3 anos.  Na estrada coberta de neve e gelo, o carro derrapa e, milagrosamente, eles sobrevivem. Descobrem uma cabana na floresta onde o pai, ao tentar matar as meninas, é arrebatado por um ser misterioso.

Por cinco anos, o artista gráfico Lucas, irmão de Jeff, tenta resolver o mistério do desaparecimento da família, até que encontra as duas garotas vivendo como bichos na velha choupana. Trazidas de volta à civilização, mal conseguem se comunicar, mas conseguem desenhar cenas em que aparece uma misteriosa mulher, que elas chamam de Mama. Caberá a Lucas e sua namorada Annabel (Jessica Chastain) desvendar o mistério.

Elenco infantil é destaque em “Mama”


Poster do filme "Mama"
Nome quente de Hollywood, indicada ao Oscar 2013 de melhor atriz por A Hora Mais Escura (vencido por Jennifer Lawrence por O Lado Bom da Vida), Jessica Chastain  começa um pouco fria no papel de Annabel, uma roqueira cheia de tatuagens, nada interessada em se tornar a madrasta de duas problemáticas filhas pequenas. Pouco a pouco, porém, o personagem vai se envolvendo com as meninas e o lado maternal surge.  O outro protagonista, o dinamarquês Nicolaj Coster-Waldau, mais conhecido por sua atuação na série de TV Game of Thrones, faz os dois irmãos Jeffrey e Lucas, e em ambos é convincente. O grande destaque do elenco, no entanto, são as duas meninas, Megan Charpentier e Isabelle Nélisse, que conseguem convencer em papéis extremamente difíceis. A menor, quase não fala e passa suas emoções por olhares, ações e grunhidos.  

Não há nada de errado com Mama; no entanto, algo parece não funcionar muito bem. Além de entregar tudo muito cedo, a produção extremamente caprichada abusa dos clichês dos filmes de terror, incluindo a premissa em si e os elementos narrativos que compõem a história, como a fotografia sombria, a música, os efeitos sonoros, a citação de outros exemplares, como O Chamado, O Grito, e até a atuação dos protagonistas. A influência de Del Toro é facilmente perceptível por toda a produção e embora o mexicano seja considerado um dos inovadores do gênero, Mama acaba sendo um filme conservador, previsível. 

Por Gilson Carvalho

Nota 7


Ficha Técnica

Mama – 100 min
Canadá/Espanha - 2013
Direção: Andrés Muschietti
Roteiro: Andrés Muschietti, Neil Cross
Elenco: Jessica Chastain, Nicolaj Coster-Waldau, Megan Charpentier, Isabelle Nélisse, Daniel Kash, Javier Botet, Jane Moffat

Estreia 05/04/2013


Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top