0

Compartilhe este conteúdo |



Cena do filme "Ginger & Rosa"Uma época conturbada, o começo dos anos 60, quando ainda estavam vivas as lembranças dos bombardeios sobre a Inglaterra durante a II Guerra Mundial, e o terror de um holocausto nuclear pairava sobre a humanidade, ao mesmo tempo em que a revolução sexual dava os primeiros passos é o pano de fundo para Ginger & Rosa, drama dirigido pela inglesa Sally Potter.

Ginger (Elle Fanning) e Rosa (Alice Englert) são amigas desde a infância. Nasceram na mesma maternidade, no mesmo dia em 1945, ano que marcou o fim da II Guerra Mundial. Crescem em um subúrbio de Londres e aos 17 anos, experimentam o primeiro cigarro, o primeiro beijo, os primeiros momentos de liberdade. Fazem tudo juntas e até se vestes de modo parecido. Pouco a pouco, porém, descobrem diferenças; enquanto Ginger começa a tomar consciência dos problemas do mundo, Rosa vai perdendo o ímpeto e buscando uma vida mais tranquila.

Guerra fria e revolução sexual são temas de "Ginger & Rosa"


Poster do filme "Ginger & Rosa"
Cada vez mais assustada pela possibilidade de uma guerra nuclear, Ginger se torna poeta e ativista política, participando de manifestações públicas e conhecendo pessoas engajadas em protestos e outras ações contra o establishment. Rosa, por sua vez, sonha em encontrar o amor de sua vida, e aproxima-se de Roland (Alessandro Nivola), pai de Ginger, um professor e intelectual que defende a vida sem amarras..
Tentando afastar-se dos velhos modelos, representados por sua mãe Nathallie (Christina Hendricks) e a mãe de Rosa, Anoushka (Jodhi May), Ginger volta-se para Bella (Annete Bening), uma norte-americana segura e politizada, que ao lado do casal homossexual Mark (Timothy Spall) e Mark II (Oliver Platt) garante à menina estabilidade e coragem para enfrentar seus medos. A separação dos pais, o pavor pelo  fim do mundo e o envolvimento de sua amiga com seu pai exercem uma enorme pressão sobre Ginger, com consequências imprevisíveis.

A diretora Sally Potter (de Orlando) lança um olhar sensível sobre uma fase difícil – a  adolescência e o início da vida adulta.  Para isso, escalou um elenco excelente, com destaque para Elle Fanning, irmã mais nova da também talentosa Dakota Fanning, que aos 15 anos representa com garra e vulnerabilidade. Alice Englert não brilha tanto porque seu personagem vai perdendo força ao longo da narrativa, dando espaço para Ginger se tornar a verdadeira protagonist


Por Gilson Carvalho

Nota 7
.
Ficha Técnica

Ginger & Rosa – 90 min
Reino Unido Dinamarca Canadá Croácia
Direção e roteiro> Sally Potter
Elenco: Elle Fanning, Alice Englert, Christina Hendricks, Alessandro Nivola, Annete Bening, Timothey Spall e Oliver Pratt.

Estreia 19/04


Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top