0

Compartilhe este conteúdo |



A Fuga
, de Stefan Ruzowitzky, é um thriller de ação com pretensão de ser um filme noir, que começa com uma espetacular sequência de acidente automobilístico e mantém esse clima por todo o primeiro terço. Depois, porém, a temperatura cai, talvez pelas próprias condições climáticas: a trama acontece no gelado inverno dos Estados Unidos.


Addison (Eric Bana) e Liza (Olivia Wilde) são dois irmãos que cometem um grande assalto e fogem em direção ao Canadá. Por causa do acidente em que morre um comparsa, eles decidem se separar. No caminho em direção à fronteira, se envolvem com moradores locais: ele topa com uma cabana na floresta, onde salva uma mulher e seus filhos do marido abusivo; ela acaba nos braços de um boxeador medalhista em Pequim que, mal deixou a prisão, já se envolveu em outro problema.

Os criminosos passam a ser perseguidos pela polícia, tendo à frente a jovem agente Hanna (Kate Mara), que sofre discriminação por ser a única mulher desempenhando essa função em um universo predominantemente masculino, incluindo seu próprio pai, o xerife Marshall Becker (Treat Williams). Na fuga, Addison invade a casa de Chet e June Mills (Kris Kristofferson e Sissy Spacek), coincidentemente pais de Jay, que o esperam para o jantar de Ação de Graças.

"A Fuga" pretende ser um film noir mas não entrega o que promete


Poster do filme "A Fuga"
A Fuga promete algo que não entrega. O começo promissor perde intensidade e deixa um sentimento de frustração. O roteiro previsível é turbinado por cenas de ação de grande impacto e as locações são fascinantes, mas não são suficientes para segurar o resultado final. As sub-tramas não são desenvolvidas e o  excelente elenco parece mal aproveitado.  Eric Bana tenta incorporar em gestos e tom de voz um personagem que passa de criminoso frio e calculista, capaz de eliminar qualquer um que se interponha em seu caminho, mas se transforma em um psicótico sem controle. A Liza de Olivia Wilde começa sedutora e, ao mesmo tempo, inocente; porém, no final perde o brilho. As poucas aparições de Kris Kristofferson e Sissi Spacek deixam um gostinho de quero mais.

No final da exibição, pergunta-se para onde foi o talento do diretor austríaco Ruzowitzky, responsável por excelentes produções como Anatomia (2000), Anatomia 2 (2003) e o vencedor do Oscar de filme estrangeiro Os Falsários (2007). O jeito é esperar a próxima.

Por Gilson Carvalho

Nota 6


Ficha Técnica

A Fuga (Deadfall) – 95 min.
EUA – 2012
Direção: Stefan Ruzowitzky
Roteiro:  Zach Dean
Elenco: Eric Bana, Olivia Wilde, Charlie Hunnam, Kris Kristofferson, Sissy Spacek,  Kate Mara, Treat  Williams



Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top