0

Compartilhe este conteúdo |



Cena do filme "Anna Karenina"O diretor britânico Joe Wright filmou em um teatro londrino a clássica historia de amor vivida por Anna Karenina, personagem icônica de Leon Tolstoi, alegadamente por imposições do orçamento. Talvez, na verdade, a escolha do cenário tenha sido motivada pelo espírito mesmo da obra, de expor o modo de vida da sociedade russa no final do século XIX, onde a aristocracia valorizava a aparência mais que tudo e vivia-se como num palco.

Seja por questões estéticas ou financeiras, esta versão se distingue das anteriores pela forma teatral, ainda que as sequências tenham sido filmadas em diversos locais, como  coxias,  plateia, passarelas e camarins, e não apenas no palco. Todos esses espaços foram adaptados para funcionarem como residências, salões de baile e até uma pista de corrida de cavalo. Algumas cenas, porém, foram filmadas em externas, principalmente aqueles em que o casal se livra da formalidade da vida social. 



"Anna Karenina" narra um triângulo amoroso na Rússia do século XIX


Anna (Keira Knightley), uma mulher jovem e bela, é casada com o frio funcionário público Karenin (Jude Law), com que tem um filho, até que se apaixona perdidamente por um atraente oficial de cavalaria,  Vronsky (Aaron Taylor-Johnson), pondo em risco seu casamento. Inicialmente inabalável, Karenin vê o romance tornar-se público, à medida em que ascende em sua carreira, e é obrigado a intervir. Anna se vê dividida entre o amor de sua vida e seu filho.  

Poster do filme "Anna Karenina"
Um dos pontos altos da produção é a escalação do elenco. Keira Knightley domina a maior parte das cenas com sua beleza e intensidade. Ela é responsável pela carga de erotismo que a produção emana. O contraponto, Law, impressiona por seu controle e composição bem distinta dos papéis de galã que está acostumado a interpretar. Taylor-Johson tem o visual adequado para o papel e diversos outros atores têm momentos de destaque, como Matthew MacFadyen, que faz Oblonsky, irmão de Anna. 

Por focar principalmente o triângulo amoroso envolvendo Anna, Vronsky e Karenin, as questões sociais e políticas contidas na obra original ficam em segundo plano, o que é compreensível devido à densidade do romance de Tolstoi. .Em alguns momentos os ricos  cenários e adereços chamam mais atenção do que o texto, mas de um modo geral, fica claro que um clássico pode e deve ter inúmeras leituras e jamais esgotarão as possibilidades de encenação. 


 Por Gilson Carvalho

Nota 9




Ficha Técnica 

Anna  Karenina –  129 min.
Reino Unido – 2012 
Direção: Joe Wright 
Roteiro:  Tom Stoppard, baseado no romance de Leon Tolstoi 
Elenco: Keira Knightley, Jude Law,  Aaron Taylor-Johnson, Matthew Macfadyen, Kelly Mcdonald


Estreia 15/03




Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top