0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "Oz - Mágico e Poderoso


Sam Raimi, diretor conhecido pela trilogia Homem Aranha, reuniu um elenco de grandes astros hollywoodianos para estrelar seu mais novo longa metragem, a fantasia Oz – Mágico e Poderoso, inspirado na história infantil The Wonderful Wizard of Oz, de autoria de L. Frank Baum. O livro foi imortalizado ao ganhar uma versão cinematográfica em 1939 com Judy Garland encarnando a protagonista Dorothy.


Oz – Mágico e Poderoso pretende contar o início de tudo, desde a chegada do Mágico ao Mundo de Oz à origem da Bruxa Má do Oeste, muito antes de Dorothy e Totó. James Franco (Homem Aranha) é o grande protagonista da história como o mágico Oscar, e vem muito bem acompanhado por três das mais talentosas atrizes internacionais, Mila Kunis (Cisne Negro), Rachel Weisz (ganhadora do Oscar por O Jardineiro Fiel) e Michelle Williams (Sete Dias com Marilyn). Kunis dá vida à bruxa Theodora, Weisz é Evanora e Williams interpreta Glinda, a bruxa boa.

"Oz- Mágico e Poderoso" mantém-se fiel à classica versão da fantasia


Poster do filme "Oz - Mágico e Poderoso
Mantendo-se fiel à produção de o O Mágico de Oz, o filme começa em preto e branco com a imagem centrada à tela, Oscar (James Franco) trabalha como um mágico em um parque de diversões itinerante parado no Kansas. Ele não é nada menos do que um homem com vários truques na manga, porém seu caráter mulherengo o coloca em apuros. Sua saída é subir em um balão e tentar voar para o mais longe possível, porém é pego por um tornado que o leva ao Mundo de Oz.

No momento em que Oscar põe a cabeça para fora do balão, as cores começam a aparecer lentamente enquanto a imagem vai se ampliando para a tela inteira permitindo-nos vislumbrar a excelente direção de arte e efeitos visuais que constituem os ambientes.

Imediatamente a chegada a Oz, o protagonista conhece a bruxa Theodora.  Ela o leva à Cidade das Esmeraldas onde, segundo uma profecia, ele deve assumir o trono e livrar o reino do mal da Bruxa Má, Glinda,  a filha do antigo rei que foi expulsa por Evanora, acusada de assassinar o monarca. Evanora foi a conselheira do rei, e não contente com a chegada de Oscar decide enviá-lo para pegar a varinha de Glinda, fonte de todo o seu poder, para se certificar de que ele é o verdadeiro homem destinado a sentar no trono.

Oscar descobre, no entanto que as acusações sobre Glinda são falsas, e a verdadeira Bruxa Má é realmente Evanora. A partir daí uma batalha está para se formar e Oscar deve deixar a covardia e o egoísmo de lado e tentar ser o Mago que todos esperam que ele seja utilizando apenas os seus truques. E no meio de todos os acontecimentos ainda testemunhamos a origem da Bruxa Má do Oeste , a grande vilã de O Mágico de Oz.

Figurino, cenografia e trilha musical são destaques da produção


Cena do filme "Oz - Mágico e Poderoso
Além da direção de artes e dos efeitos visuais, outros destaques técnicos são os figurinos assinados pelo designer indicado ao Oscar Gary Jones – os vestidos das três bruxas são constituídos de muito brilho, penas e tecidos leves e espartilhos - e a trilha sonora composta por Danny Elfman.

Sem dúvidas, a produção é um banquete para os olhos, e em 3D fica ainda mais grandioso, principalmente com a presença de elenco tão bem preparado – destaque para Michelle Williams e Rachel Weisz, excelentes em seus papéis.

Por José Leonardo Tadaiesky

Nota 9.0


Ficha Técnica

Oz – Mágico e Poderoso (Oz – The Great and Powerful) - min
EUA – 2013
Direção: Sam Raimi
Roteiro: David Lindsay-Abaire
Elenco: James Franco, Mila Kunis, Rachel Weisz, Michelle Williams, Zach Braff, Tony Cox, Abigail Spencer

Estreia: 08/03



Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top