0



Cena do filme "Deixe a Luz Acesa"
Deixe a Luz Acesa é considerado um dos melhores filmes independentes americanos de 2012. Além disso, venceu o troféu Teddy Award no Festival de Berlim 2012 e entrou na listados .z melhores filmes do ano da revista francesa Cahiers Du Cinema. Este é o tipo de longa-metragem que surpreende, e a surpresa não está tanto na técnica como no roteiro, na forma como o tema é abordado. É certo que os conhecedores do diretor e também um dos roteiristas do filme, Ira Sachs (que também dirigiu Forty Shades of Blue, 2005), trocariam esse sentimento por expectativa.

Ira Sachs é -um cineasta nova-iorquino envolvido com a arte queer, o que contribuiu na qualidade do roteiro e da direção de Deixe a Luz Acesa. Neste filme, ele aborda o relacionamento de sexo, amor, amizade e a intimidade do documentarista Erik (Thure Lindhardt) e do advogado Paul (Zachary Booth) ao longo de quase dez anos. Ressaltando que Lindhardt conseguiu dar vida e singularidade ao seu personagem, interagindo bem com os outros enquanto mostra parte do material do documentário que está desenvolvendo.

"Deixa a Luz Acesa" foge dos estereótipos ao mostrar relações gays


Poster do filme "Deixe a Luz Acesa"
A principal qualidade de Deixe a Luz Acesa está na forma de abordagem do tema, inclusive na divulgação de trechos do conteúdo que faz parte do roteiro do documentário de Erik. Sachs apresenta algumas faces dos relacionamentos gays que não costumam ser mostradas, como posturas sexuais frontais e expressões de carinho mais naturalizadas. Há uma certa naturalização e fuga de estereótipos que invadem tanto os filmes pornôs quanto as comédias românticas que tentam representar as relações homossexuais, além de psiquismos mórbidos que encontramos em alguns filmes menos comerciais. No entanto, não se trata de uma sociedade idílica da qual todo preconceito foi extirpado, o diretor também apresenta os armários e os recalques do preconceito.

No fim, as abordagens acabaram sendo bastante abrangentes. Os aspectos culturais da busca de satisfação de prazer por telefone (telessexo), encontros casuais e boates, que marcam especificamente a comunidade gay, além de dependência de drogas e prostituição também são abordados de forma pontual em Deixe a Luz Acesa. Apesar de toda essa variedade de conteúdo, há uma boa integração desses elementos no roteiro.

Enfim, trata-se de um bom filme com uma visão um tanto diferenciada da que normalmente vemos no cinema quando se trata de relacionamentos homossexuais. Mas, principalmente, vale ressaltar que os principais problemas de relacionamento abordados no roteiro e enfrentados pelos personagens não são específicos de um casal homossexual.

Por Angela Gomes

Nota: 8.0



Ficha Técnica

Deixe a Luz Acesa (Keep the Lights On) - 101 min.
EUA 2012
Direção: Ira Sachs

Roteiro: Ira Sachs e Mauricio Zacharias
Elenco:  Thure LindhardtZachary BoothJulianne Nicholson, Paprika Steen, Sebasian La Cause, Marilyn Neimark

Estreia 08/02

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top