0

Compartilhe este conteúdo |


Cena do filme "João e Maria - Caçadores de BruxasA célebre história infantil João e Maria, dos irmãos Grimm, se transformou, pelas mãos do diretor e roteirista norueguês Tommy Wirkola, em um filme de ação e terror negro. Em 3D e com muito sangue, João e Maria – Caçadores de Bruxas parece ter saído dos violentos vídeo games atuais, e não dos livros que eram lidos para crianças na hora de dormir.

"João e Maria": fantasia infantil se torna filme de terror negro


João e Maria são dois irmãos abandonados na floresta pelo pai. Sozinhos, assustados e famintos, descobrem uma casa feita totalmente de doces. Ao entrar, dão de cara com uma horrível bruxa, que os prende com a intenção de engordá-los e comê-los. Graças a sua esperteza, porém, conseguem escapar do fim terrível. 

Muitos anos depois, já adultos, João (Jeremy Renner) e Maria (Gemma Arterton) se tornam caçadores de bruxas, atividade em que são muito bem sucedidos, e por isso são contratados para resgatar crianças que teriam sido sequestradas por feiticeiras nos arredores de uma pequena cidade medieval. Ao longo da caçada, vão descobrir coisas intrigantes inclusive sobre seu próprio passado.

Do terror psicológico – e da moral, do original, não sobra nada, a não ser a introdução.  A fantasia se converte numa carnificina em que as vítimas são não apenas as bruxas, mas também os homens maus, ou seja, o xerife e seus auxiliares. Para compensar há bruxas boas e ogros gentis. 

Poster do filme "João e Maria - Caçadores de Bruxas

Pouco conteúdo e muitos efeitos especiais 


Se a história não tem muita importância, os efeitos visuais e sonoros são caprichados. O diretor e roteirista Wirkola não poupou balas, flechas e sangue. Cada morte é mais horrenda que a anterior, tendo bruxa sendo queimada, degolada e implodida, tudo devidamente ressaltado por uma eficiente edição de som e bom uso da tecnologia 3D. O elenco dá conta do recado, sem grandes brilhos, o que é comum nesse tipo de produção, onde prevalecem os aspectos técnicos. 

A adaptação de contos de fadas parece ser uma tendência em Hollywood. Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve  e João e Maria são alguns exemplos de produções recentes.  Porém, as visões dos adaptadores e, consequentemente, os resultados, são muito diversos; enquanto alguns tentam preservar a ideia original, outros a subvertem completamente. . No caso de Hansel e Grettel (nome original), é diversão garantida para os fãs de ação e mortes violentas. Para quem procura um pouco mais de conteúdo, fica a vontade de reler a história dos irmãos Grimm. 



Nota 5 



Ficha Técnica


João e Maria – Caçadores de Bruxas (Hansel e Grettel: Witch Hunters) – 88 min.
EUA /Alemanha – 2012
Direção: Tommy Wircola
Roteiro: Tommy Wirkola, Dante Harper
Elenco: Jeremy Renner, Gemma Arterton, Famke Janssen, Peter Stormare,  Pihla Viitala, Thomas Mann
Estreia:  25/01



Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top