0

Compartilhe este conteúdo |



Dentro de casa, título da mais recente produção do francês François Ozon, é onde quer entrar Claude (Ernst Umhauer), adolescente de 16 anos, órfão de mãe e que tem um relacionamento conturbado com o pai. Não na sua própria residência, mas na de um colega de classe a quem oferece ajuda com matemática, com o único propósito de realizar esse desejo. 


O espectador se transforma em voyeur do voyeur, e ficção e realidade se confundem.


Essa artimanha e outras são contadas em textos cada vez mais comprometedores para seu professor, Germaine (Fabrice Luchine), que cansado de tentar ensinar literatura a  alunos pouco interessados, vê em Claude um potencial escritor. O que ele não prevê é que o rapaz iria se mostrar determinado a fazer parte daquela família.


Cena do filme "Dentro de Casa"
As redações vão ficando cada vez mais perturbadoras, fazendo Germaine perceber que está diante de um garoto com problemas. A habilidade de Claude com as palavras, porém, deixam o professor cada vez mais curioso e animado com o talento do aluno,  fazendo que ponha em risco sua credibilidade como educador  apenas para não interromper a produção dos textos.

Em um dado momento, não se sabe se o que Germaine lê é verdade ou resultado da imaginação do garoto.  O professor fica tão obcecado pelas histórias de Claude que sua mulher, Jeanne (Kristin Scott-Thomas) indaga se ele está apaixonado pelo jovem. Pouco a pouco, Claude percebe o interesse de Germaine e se vale desse interesse para manipular o mestre. 

Em "Dentro de Casa", Ozon demonstra o poder da palavra 


Poster do filme "Dentro de Casa"
Ozon tem fascínio pelo ato de criação, já explorado  em obras anteriores, como  Swimming Pool – À Beira da Piscina, de 2003. Naquele caso, uma escritora inglesa sem inspiração vai à França para tentar escrever. Neste, o jovem tem excesso de criatividade.  Em Dentro de Casa, ele mostra como a obra de arte, no caso, a escrita, pode ser capaz de mover as pessoas, para o bem ou para o mal. 


Fabrice Luchini (de As Mulheres do Sexto Andar) tem um desempenho interessante como o literato maduro que vê na literatura a salvação do mundo. A sempre segura Kristin Scott-Thomas faz um bom contraponto como uma mulher prática, buscando salvar seu emprego de galerista.  Ernst Umhauer (O Monge), praticamente um estreante, tem o perfil perfeito para o personagem, inocente e malvado ao mesmo tempo. 

O grande destaque, no entanto, é o roteiro engenhoso, adaptação de uma peça de teatro do espanhol Juan Mavorga. Estruturado em forma labiríntica, em que quanto mais se avança, mais se afasta da saída, torna tênue os limites entre ficção e realidade e prende o espectador numa rede de sentidos contraditórios, proporcionando estranhos prazeres.


Nota 9


Ficha Técnica
Dentro de Casa (Dans la Maison) – 105 min.
França - 2012
Direção:  François Ozon
Roteiro: François Ozon, baseado em peça de Juan Mayorga
Elenco: Fabrice Luchini, Ernst Umhauer, Kristin Scott-Thomas, Emmanuele Seigner, Bastien Ugheto, Denis Ménochet, Jean-François Dalmer

Estreia 01/02


O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top