2

Compartilhe este conteúdo |


Três anos após o lançamento mundial de um dos filmes de terror mais bem sucedidos da história, Atividade Paranormal 4 chega aos cinemas com a missão de manter o público fiel que foi conquistado em 2009, com uma produção que custou apenas US$ 11 mil.


Cena do filme "Atividade Paranormal 4"
Recapitulando: no fim do segundo filme da série, descobrimos que Katie (interpretada por Katie Featherston), após ser tomada por um demônio e matar o namorado (Atividade Paranormal), vai atrás da família da irmã, assina a todos e sequestra o sobrinho Hunter (Atividade Paranormal 2). Desde então, não se tem mais notícias dos dois, e é daí que parte a nova história.

"Atividade Paranormal 4" repete fórmula, mas assusta


A sequência se passa cinco anos depois dos acontecimentos dos dois primeiros longas e traz uma adolescente como protagonista. Alice (Kathryn Newton) vive em uma tranquila vizinhança com seus pais e um irmão mais novo, mas tudo começa a mudar quando precisam tomar conta do filho da vizinha, que é internada por alguns dias.

Sons assustadores, vultos repentinos e móveis se movendo sozinhos começam a perturbar Alice, que resolve, com ajuda do namorado, registrar em vídeo o cotidiano da casa e provar que algo errado está acontecendo. É a mesma fórmula dos filmes anteriores, mas está longe de decepcionar fãs da série.

As reviravoltas na história, os sustos previsíveis (mas não menos assustadores por isso) e a insubstituível Katie Featherston estão lá, todos muito bem colocados. O que talvez ainda irrite um pouco por permanecer na fórmula é a lentidão dos acontecimentos no começo do longa, que é compensado pela rapidez e quantidade de informações do final. Como no terceiro filme da série, crianças têm grande destaque e importância para a história.  O assustador Robbie (Brady Allen) é o extremo oposto de Wyatt (Aiden Lovekamp), que aparentemente é uma criança tranquila e agradável.

Poster do filme "Atividade Paranormal 4"

Franquia agrada a fãs do gênero

E como toda boa franquia do gênero, uma continuação é provável, não só pelo lucro que a produtora teria com isso, mas pela própria história. São deixados ganchos tanto para um filme sobre o que acontece depois, quanto para um explicando um fato bem específico que ocorreu nos cinco anos de intervalo entre as duas histórias principais da série.

Ao que se propõe, Atividade Paranormal 4 é um ótimo filme de terror. Ele tem seu charme e anima o público, diferente da maioria das franquias com grande quantidade de sequências, que não costumam agradar a todos (Jogos Mortais é um ótimo exemplo de divisor de opiniões, contando com sete filmes). Uma discussão sobre a validade de certas sequências e o limite das produtoras para obter lucro é extremamente válida, mas isso já é um outro assunto. O que vale a pena agora é assistir Atividade Paranormal 4, mesmo que sem compromisso, só pela diversão. Ah, e fiquem até o fim da sessão. Existe uma cena pós-créditos.



Nota 8 

Ficha Técnica

Atividade Paranormal 4 (Paranormal Activity 4) - 88 min.
EUA - 2012
Direção: Henry JoostAriel Schulman
Roteiro: Christopher Landon
Elenco: Katie Featherston, Kathryn Newton, Brady Allen, Aiden Lovekamp

Estreia: 19/10


Compartilhe este conteúdo |


O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

  1. Atividade Paranormal 4 = Péssimo
    Como pode alguém disponibilizar tempo, dinheiro, visão e audição para isso, um filme que não agrega nada, não mostra nada de assustador e rediculariza o telespectador, chamo isso de: Querer ganhar dinheiro de qualquer jeito... Horrível

    ResponderExcluir
  2. O que eu fico adimirado é que a kate tinha sido atropelada no atividade tokio, para mim ela ja tinha morido e agora ela aparece do nada, e outra caisa pra que as câmeras se nimgué assisti mesmo. Será que um dia isso vai acabar , pois até o Harry potter graças a Deus Acabou!

    ResponderExcluir

 
Top