1

Compartilhe este conteúdo |


Baseado na peça homônima da Broadway, Rock of Ages: O Filme, narra os encontros e desventuras de um jovem casal em busca do sucesso na carreira musical. Ela uma garota do interior e ele um rapaz da cidade, ambos acreditam nas possibilidades oferecidas pela cidade de Los Angeles, uma perfeita analogia a canção Don’t Stopping Believin’ do Foreign.


Cena-do-filme-Rock-of-Ages


Trama despretensiosa ao som de hits do Rock ‘N’ Roll

Muitas cores e uma narrativa frenética ao som de Paradise City do Guns N’ Roses dão o tom da trama ambientada na Los Angeles de 1987. O ritmo dinâmico de imediato traz à cena Drew (Diego Boneta) e Sherrie (Julianne Hough), jovens que vivem uma típica história de amor, com reviravoltas e atitudes previsíveis. A casa de shows Bourbon Room serve como cenário para os principais acontecimentos, inclusive, a apresentação da banda Arsenal, liderada pelo astro Stacee Jaxx (Tom Cruise). 

Além da trama central, estão Dennis Dupree (Alec Baldwin) e Lonny (Russel Brand) que lutam contra o fechamento do Bourbon Room, e para isso, eles terão que pagar os impostos atrasados e enfrentar Patrícia Withmore (Catherine Zeta-Jones), líder do movimento que pretende fazer uma ‘limpeza moral’ na cidade.

Com Hairspray (2007) e alguns episódios de Glee no currículo, Adam Shankman assina a direção e coreografia do filme, ele é bem-sucedido na parte de dança e expressão corporal, ao exigir passos bem marcados dos bailarinos e disfarçar a falta de afinidade de alguns atores com o métier, o que não é o caso da atriz Catherine Zeta-Jones, ela executa passos dignos dos mais refinados espetáculos da Broadway.
Mesmo com os holofotes voltados para o jovem casal, os veteranos adquirem maior importância. Com estilo exagerado, Tom Cruise convence como o excêntrico roqueiro Stacee, e demonstra desenvoltura para o canto, característica comum a Catherine Zeta-Jones que parece ter nascido para o gênero e a despeito da superficialidade da personagem, ela realiza um belo trabalho. Na pele do proprietário do Bourbon Room, Alec Baldwin prova mais uma vez que tem timing para comédia e protagoniza cenas hilárias.

Apesar do roteiro nada criativo com sequências previsíveis e personagens rasos que beiram a caricatura; Rock of Ages costura de forma interessante o repertório musical selecionado e proporciona entretenimento para todas as idades. É uma opção divertida tanto para aqueles que viveram a adolescência nos anos 80 quanto para os jovens de hoje.

Rostos conhecidos do cenário musical apostam no cinema
No elenco, duas personalidades do mundo da música marcam presença, a primeira e grande conhecida do público é Mary J. Blige que já participou de outras produções cinematográficas, na pele de uma proprietária de boate, ela brinda o público com Any Way You Want It, do Journey. Com menos tempo de carreira, Diego Boneta já lançou alguns trabalhos fonográficos, e ficou conhecido pelo papel na novela mexicana Rebelde. Do pop ao rock, no longa-metragem, ele tem o solo de destaque com I Wanna rock, do Twisted Sister.

Para as telas foram transpostos temas de bandas que continuam no imaginário popular. Desde I Love Rock ‘N’ Roll, que já ganhou alguns covers; Paradise City, do Guns ‘N’ Roses, Pour Some Sugar on Me, do Def Lepard; We’re not gonna take it, famoso refrão do Twisted Sisters até baladas como Waiting for a Girl Like You, do Foreigner e More Than Words, do Extreme, dentre outros. 


Por Gustavo Rocha
Nota: 6,5











Ficha Técnica

Rock of Ages: O Filme (Rock of Ages) – 123 min.

EUA - 2012

Direção: Adam Shankman
Roteiro: Justin Theroux, Chris D’Arienzo e Allan Loeb
Elenco: Diego Boneta, Julianne Hough, Tom Cruise, Catherine Zeta-Jones, Paul Giamati, Alec Baldwin, Russel Brand, Constantine Maroullis, Brian Cranston  e Mary J. Blige.

Estreia: 24/08



O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

  1. Adorei o filme. Porém, concordo com as ressalvas feitas pelo autor da crítica. Muito legal!

    ResponderExcluir

 
Top