3


Jonah Hill e Channing Tatum em cena do filme "Anjos da Lei"
21 Jump Street (Anjos da Lei, no original) foi um seriado exibido no fim da década de 1980, no qual o ator Johnny Depp foi consagrado, e que contava a história de um grupo de jovens policiais que se infiltravam em colégios, investigando alunos que cometiam crimes. Partindo daí, Phil Lord e Chris Miller trazem uma adaptação dessa série, que foi ícone de sua geração, para as telas do cinema. Com o ótimo roteiro de Jonah Hill e Michael Bacall, o filme mostra o ingresso de dois policiais fracassados, interpretados pelo próprio Jonah Hill e por Channing Tatum, nesse programa de investigação e, indo além disso, as dificuldades de readaptação ao se tornarem novamente adolescentes dentro do complicado e novo universo do high school.

"21 Jump Street" ensina que uma boa adaptação é aquela que está atualizada ao novo público


Em Anjos da Lei, Jenko (Channing Tatum, de A Toda Prova) e Schmidt (Jonah Hill, de O Homem que Mudou o Jogo) não tinham uma boa relação na escola: Jenko era o popular problemático e Schmidt era o nerd apático. Após ambos terminarem a escola de forma desagradável, os dois resolvem entrar para a academia de polícia, em busca de uma vida mais movimentada, cheia de correria e explosão. Durante o treinamento, eles veem que um tem facilidade nas deficiências do outro e, ao começarem a se ajudar, se tornam amigos e, posteriormente, parceiros.

Depois de iniciados na vida policial e vendo que ela é menos muito menos agitada do que desejavam, os dois acabam indo parar em um programa, chefiado pelo Capitão Dickson (Ice Cube), no qual policiais que têm feições ainda jovens se infiltram em escolas atrás de adolescentes que cometam crimes. Essa nova incursão neste mundo desperta inseguranças, histórias mal resolvidas e medos, tanto em Shmidt quanto em Jenko. Dentro da escola, após conhecerem jovens como Molly (Brie Larson, de Scott Pilgrim Contra o Mundo) e Eric (Dave Franco, do remake de A Hora do Espanto), eles descobrem que o universo high school mudou muito nos últimos sete anos e que têm que aprender a se readaptar de acordo com as novas demandas. E é essa corrida, tanto por sobreviver na escola e por sobreviver em seus empregos, que vai dando o tom ao filme.

Pôster brasileiro do filme "Anjos da Lei"

A missão em "Anjos da Lei" é sobreviver tanto ao crime organizado quanto às tensões da escola


Anjos da Lei é uma das melhores comédias vistas nesses últimos tempos. Apesar do culto ao humor intelectual e politizado dos últimos tempos, 21 Jump Street mostra que a comédia ainda pode dar certo sendo simples. Não foi à toa que o filme ficou em primeiro lugar nas bilheterias norte-americanas durante seu lançamento e já tenha até uma sequência encomendada pela sua distribuidora, Sony, graças ao seu desempenho superior às expectativas.

A escolha do elenco é um dos grandes mérito do filme. Nenhum ator deixa a desejar em cena, e os protagonistas Channing Tatum e Jonah Hill conseguem realmente desenvolver a química necessária entre ambos, mesmo sendo difícil que uma relação de amizade entre os dois tipos antônimos pareça sincera. Mas eles realmente conseguem. Além disso, tanto um quanto o outro consegue se encaixar com perfeição dentro do estereótipo e conseguem mostrar de forma natural as dificuldades ou facilidades da mudança de situação-comum ao entrarem novamente no ensino médio. Mesmo personagens mais caricatos, como o capitão Dickson de Ice Cube, não estrapolam o limite e se mantém sob medida para ser engraçado sem cair no ridículo.

O roteiro também é impecável. Em um filme com tantos clichês, cair em um roteiro irreal e forçado seria fácil, mas o script passa longe disso. Os diálogos são bons, as piadas dão certo e não diminuem os personagens ao seu padrão-comum. Os adolescentes não são estúpidos só por serem adolescentes, as conversas de Schmidt com Molly são bem desenvoltas e divertidas. Aliás, uma das principais facilidades seria criticar esses clichês, como o chefe de polícia negro, o nerd e o atleta trabalhando juntos, entre outros, mas o próprio roteiro fazendo piada sempre que surge um novo faz com que essa postura crítica seja desarmada. As próprias piadas com os filmes do gênero são boas, como ocorre nas cenas de expectativa de explosões. E no fim aparece o gancho para sua continuação. Seja pela série dos anos 1980, seja pelos atores principais, pela história bacana ou pela pequena ponta de Johnny Depp, fica a recomendação para quem procura uma boa comédia, leve e eficiente.

Nota: 9 






Ficha Técnica

Anjos da Lei (21 Jump Street) – 109 min
EUA – 2012
Direção: Phil Lord, Chris Miller
Roteiro: Jonah Hill, Michael Bacall
Elenco: Jonah Hill, Channing Tatum, Brie Larson, Dave Franco, Ice Cube, Ellie Kemper, Rob Riggle

Estreia: 4 de maio 

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

  1. Quero muito assistir este filme!
    Ótima crítica!
    mateus-leite.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. 9 merecido!
    Melhor filme do mês!

    ResponderExcluir
  3. Que saudades! Essa adaptação ficou mesmo uma droga! Mais uma prova de que na maioria dos originais, não se deve mexer!

    ResponderExcluir

 
Top