1


Filme "Flor da Neve e o Leque Secreto"
Amizade feminina: eis um tema já visto e revisto no cinema. De geniais a descartáveis, vários filmes trataram dos laços afetivos entre mulheres, da liberdade diante da opressão masculina, da quebra de convenções sociais, da luta ferrenha contra preconceitos de vários lugares e épocas. Flor da Neve e o Leque Secreto (Snow Flower and the Secret Fan, no original), do diretor Wayne Wang (de Cortina de Fumaça), cai na infeliz categoria de entretenimento raso e açucarado, sujeito ao esquecimento rápido.

O filme pode aparentar, paradoxalmente, ser intimista, delicado, silencioso por vezes, quase reflexivo. São espasmos de um estilo oriental que, infelizmente, não se sobressai. Suas características se enquadram na enciclopédia cinematográfica dos clichês melodramáticos: provocação de choro fácil, trilha sonora manipulativa toda vida, diálogos tirados de folhetins baratos (haja “coração”, “amor”, “destino”, “para toda a eternidade”,...), dilema razão x afeto da protagonista e outros tantos verbetes já conhecidos do grande público.

Amor fraternal na China do Séc. XIX e na atualidade em "Flor da Neve e o Leque Secreto"


Cena de "Flor da Neve e o Leque Secreto"
Basicamente, o filme caminha por duas histórias que simbolizam a força feminina, ilustrada pela noção de “laotong”: uma parceira ligada a outra para todo o sempre, trocando confidências numa língua secreta (“nu shu”), estabelecendo um elo inquebrantável mesmo diante da distância geográfica ou de pressões familiares. No século XIX, na China, duas meninas passam pelo ritual do enfaixamento torturante dos pés para, no futuro próximo, terem “bons casamentos” (machismo e fetichismo de mãos dadas) e serem aceitas pela sociedade. Tais personagens, Snow Flower e Lily, se tornarão “laotong”, assim como suas descendentes, Sophia e Nina, um século após, na Xangai atual.

"Snow Flower and the Secret Fan" apresenta sutilezas do feminino relegadas em prol do melodrama


Um manuscrito de Sophia descoberto por Nina por acaso é a ferramenta que movimenta o roteiro em suas idas e vindas entre a antiga e a moderna China (bom que se diga que o trabalho de direção de arte é bem interessante). A costura que ata as duas pontas é um tanto frágil e incomodam, após algum tempo, os recursos batidos para o vaivém no tempo. As sutilezas do feminino que poderiam ser tão generosamente filmadas se perdem em meio a exageros sentimentais. Uma pena diante de um material interessante por princípio. De qualquer forma, o trabalho de Wayne Wang terá seu público, cativo de enredos que vendem em embalagem sofisticada, açúcar puro.

Por: Rafael Fabro
Nota: 4 






Ficha Técnica

Flor da Neve e o Leque Secreto (Snow Flower and the Secret Fan) – 120 min
EUA, China – 2011
Direção: Wayne Wang
Roteiro: Angela Workman, Ron Bass, Michael K. Ray
Elenco: Russell Wong, Gianna Jun, Li Bing Bing, Jiang Wu, Archie Kao, Vivian Wu, Coco Chiang, Jingyun Hu

Estreia: 20 de abril 

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

  1. Mesmo com toda crítica contrária...fiquei com vontade de assistir...

    Tess

    ResponderExcluir

 
Top