0


Muito aguardado pelos mais nostálgicos, American Pie: O Reencontro chega aos cinemas cercado por uma grande expectativa dos fãs que acompanharam a trilogia do grupo liderado por Jim Levenstein (Jason Biggs). A espera pelo novo filme da série foi muito em parte por conta das quatro sequências aleatórias que foram produzidas para a franquia (American Pie: Tocando a Maior Zona, American Pie: O Último Stifler Virgem, American Pie: Caindo em Tentação e American Pie: O Livro do Amor), com outros personagens e enredos decepcionantes.

Seann William Scott em cena de "American Pie: O Reencontro"
Nessa nova produção, dirigida e roteirizada pela dupla Jon Hurwitz e Hayden Schlossberg, temos o retorno da antológica turma de formandos iniciais em uma reunião de ex-alunos, com a volta de amores antigos, muitas confusões envolvendo sexo, conflitos de gerações e a prova de que a amizade sobrevive ao tempo. É certamente e sem dúvidas um grande presente para os fãs desta série de comédia.

"American Pie: O Reencontro" traz de volta as boas e velhas risadas


Em O Reencontro, o grupo histórico formado por Jim, Oz (Chris Klein), Kevin (Thomas Ian Nicholas), Finch (Eddie Kaye Thomas, de Encontro às Escuras) e voluntariamente ou não Stifler (Seann William Scott, de Cara, Cadê Meu Carro?) se reúne para uma grande festa de comemoração que reúne os formando da turma de 1999 do High School. Porém, o passar dos anos para eles mostrou que a vida não seria a utopia que esperavam, aos assinarem seus projetos de vida no anuário de escola.

Jim passa por uma série de problemas sexuais com sua esposa Michelle (Alyson Hannigan) desde o nascimento de seu filho, Kevin virou praticamente uma dona-de-casa sem vida social e Stifler está preso em um emprego monótono, sem perspectivas e sendo constantemente humilhado pelo patrão. Outros ainda conseguiram uma boa vida, como é o caso de Oz, que se tornou uma celebridade de um programa de esportes, mas que não tem a base familiar que desejaria. E, por fim, Finch, que a princípio é o que, segundo o próprio, teve a melhor vida entre os amigos, viajando como um aventureiro pelo mundo.

No novo filme outros personagens antigos que se tornaram históricos não poderiam deixar de marcar presença, como é o caso da mãe de Stifler, Janine Stifler (Jennifer Coolidge, de Desventuras em Série), e do pai de Jim, Nohan Levenstein (Eugene Levy, de No Pique de Nova York). O retorno de ex-namoradas, como Vicky (Tara Reid) e Heather (Mena Suvari, de Beleza Americana), também rendem alguns desenlaces.

Pôster nacional de "American Pie: O Reencontro"

Seria mesmo esse o último pedaço da torta de "American Pie"?


Assistir a American Pie: O Reencontro é como estar em casa de novo, se o espectador for um fã da franquia. O filme mantém o mesmo ritmo, o mesmo humor picante e adolescente de longas do gênero, e traz de volta os personagens que marcaram a memória de toda uma geração. A história apresenta logo no princípio a nova conjuntura da vida dos personagens principais: a sequência de Jim e Michelle logo na abertura já faz o espectador acreditar que o ingresso valeu a pena. Um ponto alto são as piadas atualizadas para a nova realidade dos dias de hoje. Stifler parado na porta dos vizinhos do pai de Jim tentando usar uma desculpa desatualizada nessa nova era de telefonia móvel é só um dos bom momentos, entre outras citações que envolvem iPhones, o Facebook e novos ídolos da música pop. 

Uma coisa que talvez incomode um pouco é ver os personagens um pouco mais domesticados ou somente amadurecidos. Mesmo Stifler, que mostra que ainda é capaz das coisas mais surreais ao pregar uma peça em um grupo de jovens arrogantes, termina o filme dando uma lição de moral em seu chefe, atitude que fica meio descontextualizada em meio ao ambiente politicamente incorreto no qual se constrói a temática de American Pie. Mas este novo longa não tenta inovar na fórmula e isso garante que o filme não estrague, como os que vieram após American Pie: O Casamento. 

Além do que, apesar de mostrar dificuldades em lidar com a vida adulta, em momento nenhum American Pie: Reunion (no original) tem a intenção de se tornar um drama reflexivo sobre nada: é só American Pie sendo American Pie. Para assistir ao filme, é preciso entrar na sala de cinema sem uma visão pretenciosa de nada e disposto a se deixar dar boas risadas missão que o filme cumpre com êxito. Apesar de dar margem para a possibilidade de novas continuações com o elenco original, o filme está aí para matar a saudade. O encaminhamento é ótimo, com situações absurdas que só acontecem no universo de Jim e sua turma, mas que certamente renderiam ótimas história para dividir com os amigos em qualquer lugar que tenha uma mesa de bar. 

Por: Rafael Gonzaga

Nota: 8





Ficha Técnica


American Pie: O Reencontro (American Pie: Reunion) – 113 min
EUA – 2012
Direção e Roteiro: Jon Hurwitz, Hayden Schlossberg
Elenco: Jason Biggs, Alyson Hannigan, Chris Klein, Thomas Ian Nicholas, Eddie Kaye Thomas, Seann William Scott, Tara Reid, Jennifer Coolidge, Eugene Levy

Estreia: 20 de abril 

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top