Publicidade

Isolados

Crítica - W.E. – O Romance do Século

6 de março de 2012

Madonna volta às salas de cinema em seu segundo trabalho como diretora. A cantora e atriz já havia se aventurado pela direção cinematográfica no filme Sujos e Sábios, que estreou em fevereiro de 2008 durante o Festival de Berlim. Madonna surge agora com o filme W.E. O Romance do Século. O filme se densenrola estabelecendo um paralelo entre a história de amor do herdeiro do trono britânico Edward VIII e a norte-americana divorciada Wallis Simpson, ao mesmo tempo em que avança no tempo e vai narrando fatos da vida de Walli Winthrop, interpretada pela bela atriz australiana Abbie Cornish, já conhecida por filmes como Sucker Punch e Sem Limites. 

Uma conturbada relação amorosa nos bastidores da família real é o pano de fundo de W.E. O Romance do Século


O filme nos apresenta o ponto de vista de Wallis Simpson (Andrea Riseborough, de Não Me Abandone Jamais), ao se envolver com o herdeiro do trono britânico  Edward VIII (James D'Arcy). O romance entre os dois sofre diversos empecilhos, por fatos como o de Simpson já ser divorciada e estar em processo de um segundo divórcio. Após a morte do pai de Edward, o Rei Jorge V, ele deixa claro sua intenção em se casar com a estrangeira e sofre com a onda de contrariedade e protestos por parte da sociedade, da própria família Real, dos políticos e da Igreja Anglicana. A partir daí, ele precisa escolher entre o amor de sua vida ou o país, enquanto Simpson sofre com o fato de ser o motivo de toda essa situação densa e complicada. 

Ao mesmo tempo, o longa conta a história de uma outra Wallis, dos dias de hoje. Wallis Winthrop é uma mulher casada com um prestigiado médico, mas vive infeliz por conta de ter cada vez menos tempo com o marido e pela dificuldade em conseguir um filho. Winthrop tem um fascínio quase doentio pela história de amor de Wallis Simpson e Edward VIII, que julga ser uma história de amor perfeita, mas que o filme vai mostrando gradativamente que não foi tão agradável assim para os protagonistas dela. O enredo de Wallis Winthrop começa a ser de fato desdobrado a partir do momento em que ela conhece o segurança russo da casa de leilões Sotheby´s (Oscar Isaac, de Drive), onde irá acontecer um leilão com itens que outrora pertenceram ao casal que é objeto de desejo de Winthrop. 

Apesar da ótima produção, falta carisma e algo a mais que prenda o público na cadeira do cinema


W.E. O Romance do Século tem uma ambientação impecável e consegue recriar de forma eficiente o ínicio do século XX, tendo sido inclusive indicado para o Oscar 2012 de Melhor Figurino. O filme como um todo, por sua vez, deixa um pouco a desejar. Apesar de várias ligações serem feitas entre momentos da vida das duas Wallis, uma necessária conexão maior entre as elas não consegue ser alcançada: Wallis Simpson e Wallis Winthrop simplesmente não têm química uma com a outra.

O filme já começa um tanto quanto confuso por misturar pequenas cenas das duas épocas de forma consecutiva, sem dar antes tempo para o espectador identificar o que é o quê na história. A personagem Wallis Winthrop parece estar sobrando no longa durante grande parte, e sua participação só começa a ficar interessante quando ela conhece o tal segurança, mas aí já fica meio tarde para que o romance dos dois se torne algo realmente mais cativante para o público nas salas de cinema.

W.E. tem cenas interessantes, como a festa onde todos se divertem muito mais após Edward incrementar as bebidas com um elemento surpresa, ou com ele já em idade avançada, ao pedir que Wallis dance para ele, mas fica só nisso mesmo. Como são geralmente os filmes que retratam membros da família real britânica, este também não é muito movimentado, fato que, unido ao roteiro um pouco vazio, vai se tornando cansativo para quem assiste. Se W.E. foi de fato o romance do século, sua transcrição para o cinema não foi nem de longe o filme do ano. 

Por: Rafael Gonzaga 
Nota: 6,5




Ficha Técnica


W.E. – O Romance do Século (W.E.) – 115 min
Reino Unido – 2011 
Direção: Madonna 
Roteiro: Madonna, Alek Keshishian 
Elenco: Abbie Cornish, Andrea Riseborough, James D'Arcy, Oscar Isaac 

Estreia: 9 de março


O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Cinema na Rede | by TNB ©2010 | O conteúdo deste site está protegido sob licença Creative Commons | Marketing Digital: Fizzy