2
Uma das formas mais usadas para evitar o clichê, no cinema, é confessar que ele é um clichê. Usar e abusar deste artifício não somente escapa de que se falem mal, como induz o público a gostar do filme. Este é o caso do Projeto X – Uma Festa Fora de Controle. O longa do diretor debutante Nima Nourizadeh, juntamente com a produção de Todd Phillips (diretor de Se Beber, Não Case! Parte II), assume uma postura propositalmente desleixada e até mesmo irresponsável ao alinharem as filmagens de maneira amadora com o clima festivo, fornecendo um aspecto documental e realístico. Inclusive, os primeiros nomes de alguns atores são os mesmos que o de alguns personagens.

Tirando isso, não resta nenhuma novidade alguma ao filme, que se assemelha e consegue ultrapassar limites na tentativa de impactar o público a outros títulos de mesmo gênero, como American Pie e todas as suas séries, que podem ser citadas como alguns exemplos. E os contumazes WTF e Whatever, expressões abraçadas e ditas de quase 10 em 10 segundos por quase todos os jovens do filme, podem ser ditos à vontade, “sem culpa”, e na mesma proporção que um padre fala amém.


Projeto X: Uma Festa Fora de Controle não apresenta resquícios de arrependimento por parte dos jovens


Na trama de Projeto X, três adolescentes, perto de se formarem no Ensino Médio (ou High School), resolvem dar uma festa inesquecível na casa de um deles, o aniversariante, com o objetivo de se tornarem populares. Para realizarem o grande sonho, Thomas, Costa e JB, os amigos adolescentes, divulgam a festa em rádios locais, no boca-a-boca e maciçamente na internet, por intermédio das redes sociais.

O subtítulo é autoexplicativo: a festa não sai da maneira que gostariam e, durante uma hora de filme, acompanha-se uma juventude alienada e, sobretudo, hedonista. Em quase nenhum momento há um contrabalanço para toda aquela animação inconsequente e predominante na festa. Os próprios adolescentes não demonstram arrependimento depois do ocorrido, pelo contrário; Thomas (Thomas Mann) assume isso em seu discurso final para reatar com sua pretendente e, também, nem mesmo o pai dele parece ligar. E o pior é notar jovens se espalhando em atitudes como essa para servir de molde à sua personalidade ainda em construção. Se ficasse apenas na telona...

Por: Tiago Canavarros
Nota: 3






Ficha Técnica

Projeto X: Uma Festa Fora de Controle (Project X) – 88 min
EUA – 2012
Direção: Nima Nourizadeh
Roteiro: Matt Drake, Michael Bacall
Elenco: Thomas Mann, Oliver Cooper, Jonathan Daniel Brown, Kirby Bliss Blanton, Brady Hender, Nick Nervies, Alexis Kanapp, Dax Flame, Miles Teller, Peter Mackenzie

Estreia: 16 de março

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top