1
Depois de retratar a trajetória de Nelson Mandela frente ao time sul-africano de rugby, em Invictus (2009), e abordar o tema mediunidade em Além da Vida (2010), Clint Eastwood retorna ao gênero drama-biográfico com a história de John Edgar Hoover (Leonardo Dicaprio, de A Origem e Ilha do Medo), considerado o patrono do FBI, organização que chefiou, e revolucionou, durante 48 anos. 

O filme é narrado em flashback e se divide em dois pilares, a vida profissional e a pessoal de Hoover. Em seu trabalho, um homem destemido e determinado a conseguir valer o seu ponto de vista, e, por conta disso, conseguia respeito entre todos. Contudo, em seu lado íntimo, a pessoa ambiciosa e egocêntrica dava lugar a um filhinho da mamãe (Judi Dench) e, às escondidas, mantinha um relacionamento conflitante com o seu parceiro do FBI, Clyde Tolson (Armie Hammer). 

A frustração de J.Edgar


J. Edgar é uma pessoa frustrada, ama seu trabalho e adora ter poder em suas mãos. Desde criança foi catequisado por sua mãe para ser o mais bem sucedido profissional. Sua homossexualidade tinha que ser enrustida. Seu cargo exercido ele era um diretor do FBI exigia dureza e virilidade para ser respeitado por todos, afinal, ele era a Lei. Se hoje é difícil assumir a sexualidade, quiçá em meados do século XX. E com o passar do tempo, a sua frustração foi tomando proporções astronômicas, refletindo em atitudes controversas que desagradaram a mais alta cúpula da política norte-americana, que queria aposentá-lo precocemente.

Uma ótima história, mas mal contada. O longa tinha todos os ingredientes para ser um filmaço e possivelmente estar figurando entre os mais indicados do Oscar 2012. A direção é assinada por Clint Eastwood, o elenco é estrelado por Leonardo Dicaprio e Naomi Watts, o roteiro foi feito por Dustin Lance Black (vencedor do Oscar por Milk), mas, apesar disso, o filme fracassa. O que se pode acompanhar na tela é um verdadeiro desperdício de talento. Assim como J.Edgar, o público, que espera ver mais um grande filme de Clint Eastwood, pode ficar frustrado. 

Por: Tiago Canavarros 
Nota: 5




Ficha técnica

J. Edgar – 137 min
EUA – 2011
Direção: Clint Eastwood
Roteiro: Dustin Lance Black
Elenco: Leonardo DiCaprio, Josh Hamilton, Gunner Wright, David A. Cooper, Ed Westwick, Naomi Watts, Judi Dench, Armie Hammer

Estreia: 27 de janeiro

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

  1. Nota 5? Que isso!
    Um dos melhores filmes que eu já vi na vida (e já vi muitos), e até agora o melhor que eu já vi no ano! Injusta essa qualificação de vocês.

    ResponderExcluir

 
Top