27
Em termos narrativos, ainda não foi visto nada igual ao filme Dois Coelhos nas produções cinematográficas brasileiras que vigoram até hoje. Com constante uso da animação gráfica – na qual a utilização de cenários do jogo GTA se junta ao registro do pensamento dos personagens, com elementos do universo fantástico – e um enredo não linear, cujas situações soltas nos minutos iniciais são explicadas posteriormente, o longa do diretor Afonso Poyart (também responsável pelo roteiro e montagem) é, de fato, ousado e inventivo, repleto de referências diretas e indiretas a um cinema que, até então, não é muito visto por aqui. Apesar de pecar pelo excessivo torpor visual, 2 Coelhos nos apresenta, na miscelânea de linguagens, algo autêntico. O cinema merece.

Excelentes efeitos visuais constroem com eficácia o universo de Dois Coelhos

 

Em uma São Paulo obviamente cinza, Edgar (Fernando Alves Pinto, de Onde Está a Felicidade?) passa dias no marasmo. Após planos arruinados, o jovem adulto atravessa horas jogando GTA e assistindo a filmes pornográficos na tela de um computador. Cansado da vida insossa, ele elabora um plano sinistro, no qual pretende arruinar o pacto entre criminosos e representantes do poder público, colocando-os em rota de colisão. Segundo ele, há a possibilidade perfeita de eliminar dois coelhos numa caixa d´água só. Ao passo em que o plano é executado, descobrimos a ligação de Edgar com Júlia (Alessandra Negrini) e o seu envolvimento em um terrível acidente.

Sendo uma  espécie de mistura de Sucker Punch e Amnésia com filmes de Jorge Furtado – nos quais, da mesma forma, a utilização do off, e o uso da linguagem infográfica para explicar os meandros de determinada ação na história, são utilizados como recursos narrativos –, 2 Coelhos é eficiente tecnicamente. Os efeitos especiais e a edição de som são determinantes no ímpeto de expor o impacto sinestésico que o filme se propõe (e precisa) a ter.

Além do apelo visual, o filme 2 Coelhos tem algo a dizer


O tom de videoclipe construído mediante a excessiva utilização do slow motion após explosões, detalhes de estilhaços surgindo em câmera lenta em direção a rostos e corpos enquanto toca uma música pop, digamos, “chiclete” (Kings and Queens da banda 30 Seconds To Mars), é amostra do cinema de referência de Poyart, explícito ao máximo. O cineasta parece gritar ao mundo o quanto é apaixonado por games, clipes, música pop e montagem frenética. Isso é bom; mas a utilização em demasia de tais recursos compromete o ritmo fílmico em determinados momentos. Há uma ‘gordura estilística’ que merecia ser cortada. É bom esperar que nos próximos trabalhos o diretor utilize certas ‘paixões do entretenimento’ com mais sutileza.

Para o bem do filme, felizmente, a obra sobrevive ao deslize, pois conta uma história que cresce à medida em que o tempo passa. De forma inteligente, o roteiro encaixa pouco a pouco os “nós” anteriormente soltos e, quando o imbróglio começa a ganhar sentido, tem-se a comprovação de que Dois Coelhos não é apenas um filme de belíssimos contornos visuais. Poyart trouxe um quê de novidade ao cinema brasileiro. Forma e conteúdo. Guardem esse nome: Afonso Poyart.

Nota 8.5



Ficha técnica

Dois Coelhos – 108 min
Brasil – 2012
Direção e Roteiro: Afonso Poyart
Elenco: Caco Ciocler, Alessandra Negrini, Fernando Alves Pinto, Thogun, Marat Descartes, Thaide, Neco Villa Lobos, Norival Rizzo, Roberto Marchese, Aldine Muller 

Estreia: 20 de janeiro

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

  1. fiquei curioso pra ver, é nesse tipo de gênero que o Brasil tem que investir, chega de dramas e comédias, cinema é mais que isso.

    ResponderExcluir
  2. Excelente crítica. Bruno, como sempre, sintetiza de forma bem clara o emaranhado enredo de 2 Coelhos e prova que um crítico pode ser esclarecedor e direto. Parabéns.
    Quanto o filme, é exatamente o descrito acima. Eu gostei bastante apesar das "gorduras estilísticas" que o Bruno aponta. Merece muito uma ida ao cinema.

    ResponderExcluir
  3. Acabei de ver o filme confesso que realmente me surpreendi , é um baque quanto as expectativas que temos quando vamos ver um filme nacional e o que nos é apresentado , só por esse fato já vale muito ver .

    ResponderExcluir
  4. Excelente, os R$ 20,00 mais bem gastos com cinema esse ano.

    ResponderExcluir
  5. Eu assiste o filme, mas não vi nenhuma coisa que o divulgasse! Gostei mto e recomendo á tds, e paguei 4 reais dia 21/01!

    ResponderExcluir
  6. O que você disse sobre os excessos, não era nem tão necessário, já que todas as criticas apontaram isso, o que era bem óbvio, qualquer leigo que visse o filme notaria isso, acho que foi um grande impulso uma produção nesse estilo, e no final o que vale mesmo é o que filme consegue passar, com critica e humor, então fica a dica pra você, na próxima dica encurte mais o óbvio!

    ResponderExcluir
  7. Até que enfim um filme que pretende elevar os padrões nacionais...
    Verei com certeza.

    ResponderExcluir
  8. Fico feliz e orgulhosa por hoje termos o filme brasileiro como a MELHOR escolha entre todas as opções de filmes dadas nos cinemas!

    ResponderExcluir
  9. Esse foi um dos filmes nacionais que eu mais gostei.
    Aliás, eu tenho quase certeza que a música tema é 30 Seconds to Mars, da banda Kings and Queens, e não ao contrário.
    Eu também gostei da trilha sonora.

    ResponderExcluir
  10. O trailer só pecou em colocar musica internacional =/

    ResponderExcluir
  11. O melhor filme brasileiro! Superou MUITO minhas expectativas, eu também acho os melhores 20 reais mais beem pagos do cinema!!

    ResponderExcluir
  12. Assisti o filme e recomendo.
    muito bem produzido, a estetica do filme muito show....trilha sonora então nem se fala...RECOMENDADISSIMO!

    ResponderExcluir
  13. Assisti na estréia, o cinema Nacional estava na hora.
    Estou apaixonada por todo filme, trilha sonora, efeitos especias e acima de tudo a forma q é contada a história, fazendo o telespectador pensar e se envolver com a história...

    Recomendo e pra mim a nota é 10

    ResponderExcluir
  14. Nâo sou crítica de cinema, apenas uma telespectadora que gosta de um bom filme. E esse sem dúvida é. Bom não, é um excelente filme. Uma trama envolvente, instigante, que aos poucos vai se mostrando, apontando a verdadeira intenção do seu protagonista. Não sei sobre esses excessos porque não os vi. Só vi um filme inteligente, bem construído, bem contado, bem elaborado, com ótimos personagens, e um filme surpreendente. Na minha opinião ê poético a sua maneira, mas é um filme poético. Que bom que me interessei pra assisti-lo!

    ResponderExcluir
  15. MELHOR filme que já assiti! COMÉDIA, ROMANCE,VIOLENCIA, num filme INCRÍVEL, com um ELENCO ESPETACULAR!!!Um filme que nos envolve do início ao fim!Não teve certas limitaçoes importas por Globo Filmes da vida. Um filme OUSADO ,diferente de todos os filmes brasileiros que já vi! Já vi duas vezes!Temos que VALORIZAR ESSAS SUPER PRODUÇOES NACIONAIS! RECOMENDOO!

    ResponderExcluir
  16. O filme é muito bom sim!!! Sobre a trilha sonora, a melhor música foi "Será que é isso que eu necessito - Titãs" as demais, internacionais, foi ideia ruim tê-las colocado!! Caberia (deveria) ter outras músicas nacionais, claro, dentro do contexto!! Robson Jaques

    ResponderExcluir
  17. Assisti ao filme ontem e é de fato excelente! Me surpreendi e me identifiquei, afinal qual de você nunca pensou em explodir um corrupto ou um bandido homicida?

    ResponderExcluir
  18. adorei o filme, quanto a trilha sonora me surpreendeu tocar matanza eu curti e muiiiito.

    ResponderExcluir
  19. vi esse filme no cinema quarta-feira dia ( 25/01/2012 ) Foi o melhor filme brasileiro de ação que eu ja assisti em toda minha vida .. fora de serio
    o filme é açao total .. efeitos especiais da hora ..OTIMO FILME assistem!!!!
    TROPA DE ELITE I E II .. Nao chega nem perto.
    NÃO PERCAM !!!!


    2 COELHOS! ISSO QUE É FILME!

    ResponderExcluir
  20. Que Boa ideia de colocar a música King and Queens no trailer do filme, eu adoro a banda 30 Seconds To Mars e sei q fara muito sucesso se depender dos fãs da banda... Todos os Echelons vão adorar assistir o filme e ouvir a música tocar.

    ResponderExcluir
  21. FIQUEI MUITO SURPRESA, O FILME, AS IMAGENS, OS EFEITOS, A TRILHA MUSICAL.. MUITO BOM, MESMO! RECOMENDO!
    O CINEMA BRASILEIRO EVOLUINDO...

    ResponderExcluir
  22. Entretenimento é isso! Muito bom mesmo!
    E a parte de "ALERTA" talvez seja tão forte como em tropa 2

    ResponderExcluir
  23. Só discordo em relação ao exagero estilístico, pois a proposta de Poyart foi justamente o uso das técnicas de efeitos visuais como uma porta de entrada no cinema nacional. Se, por um lado, comparado com obras semelhantes do cinema norte-americano e europeu 'Dois Coelhos' não apresenta novidades, em comparação ao cinema nacional como um todo, é uma ótima inovação. Recomendo!

    ResponderExcluir
  24. Odeio filmes brasileiros,mas 2 COELHOS foi um dos MELHORES filmes que ví na vida!!!Ótimo enredo,tilha sonora e atuações.Um filme inteligênte e surpreendente.Achei que morreria sem dizer isso de um filme nacional.Parabéns Afonso Poyart!!

    ResponderExcluir
  25. filmaco vi ontem apaxonei ! digo que foi o melhor filme brasileiro que ja assisti.

    ResponderExcluir
  26. esse filme é sensacional. o cara do texto flw q o excesso do camera lenta e tal atrapalhou certas vezes o ritmo do filme, aff nada av, nao atrapalhou em nada, pelo contrario isso empolga ainda mais.
    tem uns loucos metidos a cineastas q tao dizendo q o enredo é cheio de furos, aff, o filme nao é mastigado e cuspido pra vc entender, é perfeito o jogo de vai e vem e continua q tem com o desenrolar do filme.

    pra mim o melhor filme brasileiro de todos.

    ResponderExcluir

 
Top