1

1. Natalie Portman (Cisne Negro): “Portman se entrega física e emocionalmente à sua personagem, de tal forma que nos oferece uma sensação incomodamente intensa de que Nina é real”.

2. Melissa Leo (O Vencedor): “O Vencedor emociona com uma história sobre a superação de dificuldades e a necessidade de união para enfrentar desafios”.

3. Charlotte Gainsbourg (A Árvore): “O sofrimento reprimido de Dawn, que precisa se manter inteira para cuidar de seus filhos – e de si mesma – rende uma grande atuação de Gainsbourg”.

4. Juliette Binoche (Cópia Fiel): “Binoche (premiada em Cannes pelo papel), garante sutileza e exaspero em níveis adequados conforme cada situação”.

5. Melissa-Désormeaux-Poulin (Incêndios): “Incêndios conta a história de um drama familiar com uma guerra civil como pano de fundo. Felizmente, o fator emocional vai além, para contar uma bela história”.

6. Jeong-hee Yun (Poesia): “Quando a sexagenária Mija (Yun), solitária e questionadora, se matricula em um curso de poesia, é desafiada pela primeira vez em sua vida. Sua busca pela inspiração poética a faz nascer novamente, observando a natureza como se fosse uma criança”.

7. Cécile De France (Além da Vida): “A ótima cena de abertura faz uma angustiante recriação do tsunami na Tailândia em 2005, onde a jornalista francesa Marie (De France) teve uma experiência de quase morte, que alterou completamente sua vida”.

8. Maricel Álvarez (Biutiful): “O excelente roteiro, amparado no trabalho de todo o elenco, contribui para o inegável impacto emocional do filme”.

9. Jennifer Lawrence (Inverno da Alma): “É preciso muita coragem para, com 17 anos de idade, um irmão de 12, uma irmãzinha de 6, uma mãe doente e um pai desaparecido, encontrar forças para enfrentar sérios problemas. Mas, Ree Dolly (Lawrence) parece ter essa coragem. Ou precisa ter”.

10. Helena Bonham Carter (O Discurso do Rei): “Se existe um segmento no qual o filme pode ser considerado imbatível é no quesito atuação”.

11. Amy Adams (O Vencedor): “Até que ponto o apoio da família é importante para o amadurecimento profissional e pessoal?”.

Obs.: escolhemos entre os filmes que estrearam comercialmente no Brasil em 2011, independentemente do ano de produção; todos os títulos dos filmes são clicáveis, para você conferir as respectivas críticas.




Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

  1. Ótima lista! Acho impossível tirar Natalie Portman do topo da lista :)

    ResponderExcluir

 
Top