1
O Cinema Blaxploitation surgiu nos EUA, na década de 1970, e consiste em um gênero cinematográfico ousado, que enfatiza a cultura negra e suas vertentes. Os atores que interpretam os protagonistas das histórias são negros e os clichês são mantidos, até mesmo com certo exagero, mas de forma proposital. Referências políticas e musicais, como ao soul, também marcam presença nas produções. Em uma parceria com o CCBB e com o SESC (SP), as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro exibirão longas importantes em homenagem ao gênero, em uma mostra que será promovida no mês de novembro.

No Rio de Janeiro, a mostra começa no dia 1º e vai até dia 13, no CCBB. Já em São Paulo acontece de 03 a 13 de novembro, no Centro Cultural Banco do Brasil, e de 18 a 24 de novembro no Cinesesc. Serão 15 títulos em cartaz, entre eles clássicos do Cinema Blaxploitation, como Super Fly (foto) – que em 1972 ultrapassou as vendas nas bilheterias, superando O Poderoso Chefão e Rififi no Harlem, primeiro filme do gênero. Além disso, a mostra também contará com debates com Josiah Howard, autor do livro Blaxploitation Cinema (2008), e com o jornalista Marcos Romão; a temática do bate-papo será em torno da imagem e influência da caracterização que foi construída a respeito da cultura negra.

A definição do herói blaxploitation se dá por sua caricatura viril e sedutora, que, mesmo em momentos hostis, demonstra superioridade, transmitindo a sagacidade de quem luta por seu espaço e está disposto a deter qualquer empecilho que cruzar seu caminho. Com o surgimento do Blaxploitation, o negro foi adquirindo cada vez mais espaço nas telonas e, com isso, grande atores tiveram a oportunidade de mostrar que melanina a mais ou a menos não é sinônimo de talento; casos como os de Eddie Murphy, Samuel L. Jackson, Denzel Washington e Whoopy Goldberg são exemplos desta seleta nata de artistas que provaram que são fantásticos no que fazem.

Fato é que o Cinema Blaxploitation foi muito bem demarcado no momento certo. Muitos cineastas sofreram influências nítidas e transmitem isso em suas produções, como, por exemplo, Quentin Tarantino com os longas Kill Bill, Pulp Fiction e, principalmente, Jackie Brown. E esse instinto também foi incorporado até mesmo em personagens mais populares como Rambo e Rocky. Tem filme para todos os gostos; basta se atentar à programação e escolher os que mais agradarem. 


Compre nos <br>EUA e receba na sua casa

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top