0
Dirigido por Bent Hamer (de Caro Sr. Horten 2007), Em Casa para o Natal (Hjem til jul) se fragmenta em histórias que ocorrem durante o Natal, na cidade de Skogli, Noruega. Um jovem se apaixona por uma muçulmana, um triângulo amoroso, um pai que busca estar próximo a seus filhos, o reencontro de pessoas que eram próximas e se distanciaram pelo destino, um médico que vai a uma cabana ajudar uma mulher a ter seu filho e repensa sua própria vida. A justaposição dessas tramas torna o roteiro complexo e com elementos antagônicos e complementares, como nascimento e morte, encontros e desencontros, comicidade e tragédia.

O espaço narrativo dividido entre as histórias mencionadas dá ao filme um caráter de universalidade, aproximando personagens com diferentes histórias e de distintas idades, gêneros, religiões e nacionalidades, cujo fio condutor é o sentimento de pertencer a um lar. Lar, aqui, não deve ser entendido como um lugar físico chamado casa, mas como a materialidade das relações interpessoais e dos laços afetivos entre os personagens. Assim, no filme Em Casa para o Natal, a “casa” é metaforizada em abraços, olhares, beijos, lembranças e decisões, e o “Natal” se apresenta como um plano de fundo no qual se acentuam as carências, a sensibilidade e a miséria humanas, que se dirimem, de alguma forma, no convívio social e no amor.

Cenas cômicas e elementos sutis conferem ao filme a justa medida entre a melancolia e a leveza, traços que estão subjetivamente associados ao Natal e que se manifestam nas escolhas da direção de arte e fotografia. A rede de tramas, mostrada em cenas intercaladas, suaviza a ação dramática principal de cada história, fazendo com que o espectador não se entedie com as situações apresentadas, ainda que não sejam empregados muitos recursos de narrativa, como flashbacks e flashforwards, por exemplo. A trilha sonora também garante o equilíbrio entre o drama e a comédia e, mesmo se tratando de um filme ambientado em uma cidade muito distante da realidade de Natal que temos no Brasil, desperta sentimentos de fragilidade e esperança que parecem ser universais nesta época do ano. Vale a pena conferir! 

Por: Joana Angélica Souza

Compre nos <br>EUA e receba na sua casa



Em Casa para o Natal (Hjem til jul) – 90 min
Alemanha, Suécia, Noruega – 2010
Direção e Roteiro: Bent Hame
Elenco: Nina Andresen Borud, Trond Fausa Aurvaag, Arianit Berisha, Joachim Calmeyer

Estreia: 04 de novembro (São Paulo); 23 de dezembro (Rio de Janeiro)

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

Postar um comentário

 
Top