Publicidade

Isolados

Crítica - Manda-Chuva: O Filme

15 de setembro de 2011


Manda-Chuva só não é mais preguiçoso por ser um gato de rua e ter que fazer por onde conseguir sua “boia” de cada dia. Se fosse um gato doméstico, provavelmente seria como o Garfield. O Top Cat (no original) é um típico malandro: acorda meio-dia, tem a lábia afiada e para “filar uma boia” ou ganhar uns dólares (ou rubis) recorre até a disfarces, sempre com a ajuda de seu fiel escudeiro, o atrapalhado e linguarudo Batatinha, e dos amigos Chuchu, Espeto, Bacana e Gênio.

Mas a turma do beco mais famoso de Nova York tem seu código de ética e só tira dos ricos egoístas para... ficar com o dinheiro!? Como Robin Hood dizia, só se pode roubar de quem merece. E cada gato que decida o que fazer depois. Para tentar dar um jeito nessa turma, Guarda Belo – este sim tem como característica principal a ética, qualidade que todo policial deveria ter – os persegue até em um show de violino no Carnegie Hall, se preciso.

Manda-Chuva: O Filme é uma coprodução entre México e Argentina, com direção de Alberto Mar, responsável por 37 episódios de Chaves em Desenho Animado. O roteiro de Kevin Seccia e Tim McKeon investe em um antagonista afetado e narcisista, o hilário Sr. Boa Pinta, e em uma aventura repleta de tiradas cômicas, que pretende agradar a avós, pais e filhos.

Ao mesmo tempo em que dialoga com as novas tecnologias, conceitual e esteticamente (o filme também está disponível em versão 3D), Manda-Chuva: O Filme mantém uma aura saudosista que remete aos anos 1960, quando Top Cat foi criado pela dupla Hanna-Barbera, responsável por clássicos da animação, como Zé Colmeia, Os Flinstones e Os Jetsons, entre outros.

No Brasil, Lima Duarte (de Assalto ao Banco Central) dublava Manda-Chuva nas telinhas e, em vez de Nova York, os gatos faziam suas traquinagens em Brasília (ficção imitando a realidade?). Já nas telonas tupiniquins, mesmo com esta nova versão sendo lançada apenas em cópias dubladas, Duarte não deu voz ao Top Cat. Para quem estava acostumado à dublagem original brasileira, este é o único detalhe que faz falta em Manda-Chuva: O Filme.




Manda-Chuva: O Filme (Top Cat) – 90 min 
México, Argentina – 2011
Direção: Alberto Mar
Roteiro: Kevin Seccia, Tim McKeon 
Dublagem Original: Jason Harris, Fred Tatasciore, Melissa Disney, Chris Edgerly, Ben Diskin, Bob Kaliban, Matthew Piazzi, Bill Lobely

Estreia: 16 de setembro

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Cinema na Rede | by TNB ©2010 | O conteúdo deste site está protegido sob licença Creative Commons | Marketing Digital: Fizzy