Publicidade

Transcendence

Crítica - Diário de um Banana 2: Rodrick é o Cara

13 de setembro de 2011


O ser humano não sabe lidar bem com as diferenças e, em muitos casos, não as aceita. Se você é (ou já foi) baixinho, gordinho, usou óculos fundo de garrafa e coisas do gênero, provavelmente sabe bem o que é bullying. Este tema tão sério, e cada vez mais em evidência, rende não somente filmes dramáticos, que pretendem gerar um debate acerca do assunto, mas, principalmente, comédias.

Baseado no livro homônimo de Jeff Kinney, criador da série infanto-juvenil Diário de um Banana, que já vendeu mais de 43 milhões de exemplares em todo o mundo e passou quase três anos na lista de mais vendidos do jornal The New York Times, Diary of a Wimpy Kid (no original) conta a história de Greg (o promissor Zachary Gordon), calouro da temida middle school (fundamental 2 para os brasileiros, do 6º ao 9º ano).

No primeiro filme, a narração bem humorada, em formato de diário e que dialoga com o espectador, permite fácil identificação e simpatia por Greg. Além do competente elenco de apoio, incluindo Steve Zahn e Chloë Grace Moretz (de Deixe-me Entrar), e sua perfeita química, a montagem ágil é peça chave na dinâmica da obra. O espaço dedicado às lições de moral (parte reservada no roteiro de praticamente todas comédias familiares) faz referência à precocidade com que a infância, um período tão importante para a vida das pessoas, é abandonada, mas não compromete a estrutura do roteiro.

Diário de um Banana 2: Rodrick é o Cara conta com o mesmo elenco principal (com exceção de Grace Moretz). Na direção, Thor Freudenthal é substituído por David Bowers, que mantém a “pegada” da série, embora não reserve tanto destaque ao característico formato de narração, desta vez com menos intervenções que no primeiro filme. Depois das férias de verão, Greg agora está na 7ª série e agradece a todos os santos possíveis e inimagináveis por ele e seus amigos não serem mais os novatos.

O tema “ser popular” agora dá lugar ao desejo de aparecer a qualquer custo e ser a “sensação da internet”, além do espaço já reservado ao relacionamento familiar; principalmente, entre irmãos. As situações engraçadas e a forma como são conectadas pelo roteiro de Gabe Sachs e Jeff Judah (que também assinam o primeiro filme) parecem formar um conjunto de esquetes de uma sitcom, o que não chega a surpreender, já que a dupla tem bastante experiência na TV, como roteiristas e produtores.

Rodrick, seu irmão mais velho (Devon Bostick, de Jogos Mortais 6), agora tem um maior destaque, ganhando até citação no subtítulo, e forma uma ótima dupla com Zachary Gordon. Algumas piadas são conectadas ao primeiro filme, mas mesmo que você ainda não tenha visto Diário de um Banana, certamente dará boas risadas com as aventuras da divertida família Heffley.

Diário de um Banana 2: Rodrick é o Cara (Diary of a Wimpy Kid: Rodrick Rules) – 99 min
EUA – 2011 
Direção: David Bowers
Roteiro: Gabe Sachs, Jeff Judah
Elenco: Zachary Gordon, Devon Bostick, Rachael Harris, Robert Capron, Steve Zahn

Estreia: 16 de setembro (lançamento exclusivo da rede Cinemark)

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter O Cinema está na Rede e também no Facebook

1 comentários:

Rhay Phillip disse...

Assisti esse filme um tempo atrás, e é realmente muito bom (:

Postar um comentário

 
Cinema na Rede | by TNB ©2010 | O conteúdo deste site está protegido sob licença Creative Commons | Marketing Digital: Fizzy