2

Alguma vez você já foi assistir a um filme em 3D, pagou mais caro, e saiu com a sensação de que a dimensão de profundidade não era necessária? Ou então mais o meu caso a sensação foi de que a tecnologia não foi totalmente aproveitada? Por isso a ideia de um filme feito exclusivamente para explorar ao máximo o potencial de uma das salas mais tecnológicas da atualidade, a Imax, pode ser a oportunidade de ver do que um filme em 3D é capaz, e sair com os olhos satisfeitos.

Exibido em uma tela gigante de 14 por 21 metros e com um som espetacular, Hubble 3D é um documentário que conta a história do primeiro telescópio orbital criado pela humanidade, em operação desde 1990. É mostrado como o telescópio foi criado, colocado em órbita, e as sucessivas missões de reparo necessárias para manter o Hubble funcionando plenamente e atualizado, além de imagens geradas pelo próprio telescópio, é claro. Assim o filme intercala duas temáticas: o telescópio em si, e o universo que ele ajudou a desvendar.

Apesar de interessantes, a história do Hubble e os bastidores da Nasa, são as imagens geradas por ele que realmente fazem valer a experiência. Ter um vislumbre do gigantismo do universo em uma sala que praticamente te arremessa dentro da tela é algo que nos faz reavaliar noções de tamanho e até mesmo de nosso significado dentro disso tudo. É interessante ressaltar que as imagens do Hubble são muito mais do que um olhar na distância, pois enxergar estrelas no limite do universo observável, a bilhões de anos luz de distância, é o mesmo que olhar para bilhões de anos no passado. À medida que navegamos "para frente" dentro das fotografias tiradas pelo Hubble, não nos movemos apenas fisicamente, nos movemos também no tempo.

O filme acaba dedicando a maior parte de sua duração às imagens captadas pelos astronautas na última grande manutenção do Hubble, o que deixa o espectador com vontade de viajar um pouco mais pelo universo; mas, se fica a vontade, é justamente porque as que o documentário apresenta são de tirar o fôlego.



Hubble 3D – 43 min
EUA,Canadá – 2010
Direção: Toni Myers
Roteiro: Frank Summers, Toni Myers
Narração: Leonardo DiCaprio

Estreia: 26 de agosto (São Paulo) 
Estreia: 30 de setembro (Rio de Janeiro) – Lançamento exclusivo da Rede UCI

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter

Postar um comentário

  1. Olá,
    O documentário Hubble 3D também está em cartaz no IMAX de Curitiba, localizado no Shopping Palladium.
    Realmente é impressionante e vale muito à pena conferir!

    ResponderExcluir

 
Top