0

X-Men: Primeira Classe conta a história de Charles Xavier (James McAvoy, de O Procurado e As Crônicas de Nárnia) e Erik Lehnsherr (Michael Fassbender, de Bastardos Inglórios e 300), respectivamente Professor Xavier e Magneto, e de como suas histórias pessoais promoveram seu encontro. A partir do passado de cada um é possível compreender melhor seus comportamentos futuros. Neste primeiro momento, porém, são amigos, uma união que os torna não só melhores, mas também mais poderosos. O clima é de cataclisma global, ditado pela Guerra Fria das duas superpotências mundiais e seus mísseis. Neste contexto, uma trama é forjada para colocar o mundo em guerra nuclear imediata, que só os recém-formados X-Men poderão deter. Mas há um preço bastante alto a pagar pela revelação dos mutantes ao mundo.

Charles, oriundo de família rica, estudou nas melhores faculdades e se tornou especialista em sociologia e psicologia, estudando o comportamento das espécies com suas próprias mutações. Inteligente, bonito e bom com as mulheres, o jovem Professor Xavier é um pouco diferente do homem cauteloso e experiente que conhecemos nos primeiros filmes da série. Mas a semente está lá, em sua forma de pensar, do que se tornaria a resistência da coabitação entre humanos e mutantes de todo o mundo. Já Erik teve uma infância mais dramática, marcada pelo assassinato de sua mãe num campo de concentração nazista, e sua adoção e treinamento pelo próprio assassino. O Erik adulto se torna poderoso e letal, e decide partir em uma busca por vingança contra os antigos oficiais nazistas, vingando assim a morte de sua mãe. Os destinos de ambos se cruzam contra um inimigo comum, e daí surge uma grande amizade.

Dos personagens que formam a base da série, vemos ainda o surgimento de Mystique, antes chamada de Raven (Jennifer Lawrence, de
Inverno da Alma e Um Novo Despertar), como uma criança assustada e que é protegida por Xavier quando ambos ainda eram pequenos, e também Hank McCoy, o Fera (Nicholas Hoult), que se uniu ao grupo por intermédio da CIA. Nem a história completa de Fera ou de Mystique são contadas, tampouco a dos outros mutantes que aparecem no filme. Mesmo assim, é interessante ver suas participações.




A trama é bem amarrada e qualquer fã dos quadrinhos vai ficar contente de ver a história de seus personagens favoritos, e como eles se uniram em um objetivo comum. X-Men: Primeira Classe não é somente a história do grupo liderado pelo Professor Xavier, mas também conta os eventos mundiais que levaram à criação deste grupo, o apoio dos governos e a revelação dos mutantes ao mundo. O inimigo desta vez é Sebastian Shaw (Kevin Bacon), um mutante poderoso que tem planos para exterminar a raça humana. Xavier e Erik estão juntos nessa luta, mas por razões diferentes, e dessa divergência veremos nascer Magneto, o vilão dos filmes seguintes.

As cenas de ação são primorosas, embora haja um certo exagero comum a este tipo de filme, mas impecáveis. Os mutantes e seus poderes são críveis na história, e mesmo com o drama pontuando aqui e ali, há a dose certa de ação e de boas piadas, alternando momentos e criando uma atmosfera muito confortável no cinema. Personagens de outros filmes da série aparecem ocasionalmente, criando cenas verdadeiramente hilárias. Para quem gosta da franquia, um filme imperdível. Para quem busca um bom longa de ficção científica, com ação suficiente pra manter qualquer um entretido por pouco mais de duas horas, o filme cumpre muito bem seu papel. Diversão garantida.



 
X-Men: Primeira Classe (X-Men: First Class) – 132 min
EUA – 2011
Direção: Matthew Vaughn
Roteiro: Ashley Miller, Zack Stentz, Jane Goldman, Matthew Vaughn
Elenco: James McAvoy, Michael Fassbender, Rose Byrne, Jennifer Lawrence, January Jones, Kevin Bacon

Estreia: 03 de junho.

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter

Postar um comentário

 
Top