0

Alguns dias depois do lançamento de Transcendendo Lynch, sobre o famoso diretor norte-americano David Lynch, outro documentário nacional sobre cineasta de passagem pelo Brasil chega às salas de exibição. Dessa vez a artista apresentada é a diretora belga Chantal Akerman, menos conhecida que o americano, mas não menos interessante. Mas as comparações acabam por aqui, pois diferente do caso de Lynch, o filme sobre Chantal se dedica a falar diretamente sobre cinema e a carreira da diretora.

A rigor, o filme é na verdade uma entrevista corrida, sem edição e sem cortes. Vemos Chantal sentada em sua cadeira através de uma porta aberta simulando uma de suas marcas características –, de onde durante cerca de uma hora a artista fala com o também diretor Leonardo Luiz Ferreira sobre temas cinematográficos que vão da criação de uma ideia à finalização de um filme, passando por todas as etapas envolvidas no processo: roteiro, set de filmagem, edição; sem deixar de falar, é claro, de seu estilo característico.

Chantal Akerman entrou para o mundo cinematográfico influenciada diretamente pelo diretor franco-suíço Jean-Luc Godard, quando teve contato com um de seus filmes, ainda na adolescência, e acabou se tornando um dos mais notáveis nomes do chamado 'cinema de autor', ou 'autoral', uma prática que evidencia o papel criativo do diretor nas obras cinematográficas. O filme pode ser monótono para quem estiver em busca de entretenimento, mas é bastante interessante e rico especialmente para pessoas de algum modo ligadas ao mundo do cinema.




Chantal Akerman, de cá – 61 min
Brasil – 2010
Direção: Gustavo Beck, Leonardo Luiz Ferreira

Estreia: 10 de junho.

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter

Postar um comentário

 
Top