0

Um lugar ao Sol é um documentário sobre pessoas que estão por cima, no sentido literal e figurado; pessoas para quem o termo "alta sociedade" é muito mais do que uma qualificação social. O trabalho foi construído de forma simples. Ao encontrar um catálogo listando algumas das pessoas mais influentes do Brasil provavelmente contendo seus endereços o diretor Gabriel Mascaro passou a marcar entrevistas exclusivamente com integrantes do livro que fossem moradores de coberturas de prédios. Dentre mais de 100 nomes, apenas 9 moradores receberam a equipe.

Ao serem recebidos, bastou que a câmera fosse ligada para que as conversas atingissem uma gama ampla de assuntos como desigualdade social, verticalização das cidades, mérito pessoal pelas posses, isolamento, relação do homem com a natureza e por aí vai. Mas um aspecto central se mantém presente em quase todo o tempo: o tema ponto de vista. Não qualquer um, mas o ponto de vista de quem está no alto, nos observando de cima.

Apesar da despretensiosidade das conversas, mas talvez justamente por isso, a sensação ao assistir ao documentário em alguns momentos é bastante incômoda. Felizmente, as poucas 9 moradas que abriram suas portas conseguem abarcar 2 ou 3 com moradores de opinião realmente singular em relação aos demais, e esses ficam responsáveis por enriquecer a pluralidade do filme. Nas demais, a conversa só nos faz lembrar como nosso país é realmente um lugar de grandes abismos e contrastes, que infelizmente parecem estar cristalizados.

Os entrevistadores também conseguem extrair algumas palavras do dia a dia atarefado de Oscar Maroni, o empresário que ficou conhecido entre outras aparições na mídia por ser o proprietário da boate adulta Bahamas, em São Paulo, um morador de cobertura com opinião forte e atípica entre os demais participantes. As entrevistas se concentram principalemente em Recife, cidade de Gabriel Mascaro, mas também passam por São Paulo e Rio de Janeiro.




Um Lugar ao Sol – 66 min
Brasil – 2009
Direção e Roteiro: Gabriel Mascaro

Estreia: 03 de junho.

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter

Postar um comentário

 
Top