0


Quinze anos após seu desaparecimento num acidente aéreo, a banda Mamonas Assassinas mantém uma legião de fãs. É para eles que o diretor Cláudio Kahns realizou o documentário Mamonas Pra Sempre!, retratando a meteórica carreira de Dinho, Bento, Samuel, Júlio e Sérgio, que começou em Guarulhos, na grande São Paulo, e contagiou todo o Brasil em 1995.

Um fenômeno popular, os Mamonas Assassinas venderam mais de 2 milhões de cópias do único disco que gravaram, fizeram shows no Brasil inteiro e se apresentaram em todos os programas de rádio e TV importantes. Por todo o país, crianças, adultos e idosos cantavam suas músicas, que tinham letras irreverentes e despudoradas, e imitavam os trejeitos dos músicos, que a cada apresentação se superavam nas loucuras nos palcos.

Montado a partir de imagens de arquivo pessoal e depoimentos de familiares, além de profissionais que trabalharam com eles, o documentário não lança nenhum olhar crítico sobre a obra musical, nem acrescenta qualquer informação fundamental sobre os Mamonas Assassinas. Por isso acaba tendo mais um caráter de resgate de uma história de sucesso instantâneo e extremamente curto – apenas dez meses se passaram entre o lançamento do disco e a morte do grupo.

Talvez a única novidade seja a origem do grupo a banda Utopia, formada em 1990 pelos mesmos componentes menos Dinho, que se tornou vocalista dos Mamonas a partir de uma participação improvisada num show no Jardim Cecap, bairro de Guarulhos onde moravam e começaram. O filme mostra gravações não profissionais de seus primeiros shows, o LP que gravaram e as tentativas frustradas de alcançar o êxito.

Com a guinada em direção ao escracho, ao despudor e à galhofa, o grupo finalmente conseguiu destacar-se e alcançar o primeiro lugar em todas as paradas de sucesso nacionais em 1995/96, e já se preparava para tentar a mesma façanha em outros países quando ocorreu o acidente na mesma Guarulhos onde nasceram, viveram e sonharam ser músicos.

Indicado especialmente para os fãs e todos aqueles que gostam de rememorar músicas como Robocop Gay, Pelados em Santos, O Vira, entre outras que amemos ou odiemos, ficaram na memória do povo brasileiro.

Por: Gilson Carvalho



Mamonas Pra Sempre! – 84 min
Brasil – 2009

Direção: Cláudio Kahns
Roteiro: Diana Zatz Mussi
Estreia: 17 de junho.


O Cinema está na Rede e também no Twitter

Postar um comentário

 
Top